Dons Espirituais: A Palavra do Conhecimento (1 Coríntios 12:8)

#Guerra Espiritual #Dom de Visão #Mundo espiritual #A Palavra da ciência #Dons do Espírito Santo #A Palavra do Conhecimento #Visões #Visão #Profecia #Profeta #Estudo #Esboço #Explicação #O que é #Significado #Sermão #Pregação #Bíblia #Meditação #Devocional #Dons Ministeriais #Dons de Deus #Dons do Espírito Santo #Dons #Espírito Santo #Sobrenatural #Mover #Deus #Epístola #Carta #Coríntios #Estudo Dons

"[...] e a outro, segundo o mesmo Espírito, a palavra do conhecimento" 1 Coríntios 12:8.

Continuamos a série de mensagens acerca dos dons espirituais, baseando nossos estudos no texto de 1 Coríntios 12. Hoje falaremos sobre outro dom maravilhoso, que é o dom da Palavra do Conhecimento.

 A Palavra do Conhecimento 

Mas o que seria a Palavra do Conhecimento? Como o próprio nome nos sugere, quem recebe este dom possui uma habilidade muito peculiar de receber uma mensagem espiritual, que vem carregada de um conhecimento específico. Na prática trata-se de uma informação específica que alguém recebe do Espírito Santo. Esta informação normalmente é direcionada a alguma pessoa ou situação específica no meio da Igreja e busca alcançar a vontade plena do Senhor refente a este assunto específico.

Esse dom não é, unicamente, o "Dom de visão", mas o Senhor costuma revelar os seus assuntos através de visões. A visão, entretanto, não é o centro da questão, mas a revelação que ela concede aquele a quem a recebe. Pode acontecer do Senhor revelar alguma questão sem que haja, necessariamente, uma visão específica. Então não podemos afirmar que as visões são a Palavra do Conhecimento, mas elas são usadas para que se chegue ao conhecimento de algum assunto.

 O conhecimento do bem e do mal

Quando falamos sobre conhecimento devemos voltar aos primórdios da história nesta terra. No Éden haviam duas árvores principais: a árvore da vida e a árvore do conhecimento do bem e do mal. Adão comeu o fruto da árvore que lhe havia sido dito que não comesse, assim ele escolheu seu próprio caminho e foi expulso do jardim do Éden.

O que não percebemos é que esta escolha está posta diante de nós todos os dias. O homem continua a buscar o conhecimento como fonte principal de sua busca. O conhecimento, neste sentido, pode ser o grande separador de Deus e do homem e a causa de todos os nossos problemas com Deus. Se vivemos nossa vida baseados nesta árvore de bem e mal, cheios de religião e sem vida, certamente não alcançaremos o conhecimento revelado por Deus.

Veja que Eva, ao ser tentada, foi tentada a obter conhecimento para ser igualada a Deus conhecendo tanto o bem quanto o mal. Isso mostra que a busca por conhecimento, ainda que ele seja bíblico, por si só, apenas demonstra o intento do nosso coração: nos igualar a Deus.

Não confunda! Infelizmente há muitas pessoas que são magos ou adivinhos e que adivinham muitas coisas. ISTO NÃO É A PALAVRA DO CONHECIMENTO. Pelo contrário. Estas coisas destroem a obra do Senhor. O Senhor não revela coisas aleatoriamente para exaltar o homem. Veja no fim deste texto, que este dom possui um objetivo específico. Muitas coisas que vemos hoje não são de Deus. Devemos por tudo à prova para comprovar aquilo que é ou não de Deus (1 João 4:1).

 Equilíbrio Vs Desequilíbrio 

Mas quando nos dispomos a comer da Árvore da Vida, o Senhor passa a revelar a seus filhos coisas espirituais e físicas. As vezes coisas maravilhosas demais para serem repetidas, como citou Paulo na carta aos Coríntios (2 Coríntios 2:12). O primeiro ensinamento que devemos tirar destas poucas palavras é que nem tudo deve ser dito aos homens. Veja que há partes nas escrituras onde o Espírito Santo reprime algumas coisas que foram ditas (Apocalipse 10:4; Atos 1:4-7). Nem sempre a revelação serve para o outro ou para a Igreja. É preciso ter discernimento para não ser achado destruindo a obra de Deus com as próprias mãos ao invés de cooperar na edificação do corpo de Cristo. Devemos tomar muito cuidado para não cair no erro neste sentido.

Outro ponto que merece atenção é que este é um dom sobrenatural. Há vezes em que não temos nenhuma base para aquilo que o Senhor deseja fazer. Apesar disso, quando a revelação é genuinamente do Senhor, não há o que temer. Devemos ouvir apenas ao que o Espírito nos direciona. E isso prontamente e sem questionamentos.

Também devemos entender que quando as revelações do Senhor forem direcionadas a alguma coisa, situação ou a alguma pessoa específica, então a revelação possuirá um objetivo específico e determinado. Nestes casos devemos buscar a compreensão do Espírito para não errarmos em coisa alguma.

Também há situações que Deus apenas deseja se relacionar com seus filhos. Nestes momentos não haverá limites para as revelações de Deus. Guarde para si as suas pérolas.

Se buscamos este dom devemos nos mover com temor e buscar o Senhor em oração para ter certeza daquilo que foi revelado. Não tenha medo de orar e pedir confirmação uma, duas ou três vezes. Há muito erro quando falamos de profecias falsas, ou mesmo de profecias verdadeiras, mas que não eram para ser reveladas. Além de obter a revelação, devemos buscar do Senhor o direcionamento sobre o que devemos fazer a respeito desta revelação.

● Relação com outros dons

A Palavra do Conhecimento costuma vir ligada a outros dons espirituais, ou mesmo ao agir sobrenatural de outros irmãos, a fim de alcançar o objetivo prático daquilo que Deus revelou. Há situações em que Deus usará o irmão que teve a revelação, mas também haverá situação em que Deus usará outro irmão. Tudo depende da vontade de Deus específica para o caso. É preciso discernimento espiritual para compreender qual é a vontade do Senhor.

 Dom de profecia

Como muitas das revelações atualmente não são divinas, mas fruto da imaginação, de mentiras, ou do 'frenesi' cristão, o cuidado deve ser redobrado. Se Deus colocou uma mensagem em seu coração, tente fazer aquilo que Deus ordenar. Se para falar, fale. Se para calar, cale. Mas não tenha medo de errar. Acima de tudo siga o direcionamento específico do Espírito Santo.

Lembre-se que o silêncio de Deus não significa sinal verde, mas vermelho. Se for da vontade de Deus que alguma mensagem seja direcionada em caso de uma revelação, o Senhor igualmente confirmará em seu coração. Futuramente falaremos com mais detalhes acerca deste dom.

● Dom de Cura

Pode acontecer, também, do Senhor revelar que deseja curar uma pessoa específica. Neste caso, além de confirmação, devemos buscar entender como e quando será. Além disso se o irmão não tiver o dom de cura, então ele poderá buscar ajuda de outros irmãos, ou dos presbíteros e líderes para a oração da fé que curará o enfermo (Tiago 5:14-15).

 Visão e Guera Espiritual 

Se a Igreja de Deus possui olhos, certamente são estas pessoas! Aqueles que possuem esse dom tem muito discernimento espiritual e visão de Deus em todas as coisas. Eles conseguem discernir pessoas e intenções, perceber se há pecado ou erro na vida de alguém e vislumbrar, de forma clara, a situação da Igreja. Também conseguem visualizar se há algum irmão com dificuldade em determinada área. E também tem clareza acerca da palavra de Deus.

Nenhum outro dom possui tamanha visão espiritual como o da Palavra do Conhecimento. É difícil que alguma coisa escape da sua vista. Seja a situação dos irmãos da Igreja, do mundo espiritual ou da situação do ambiente. O dom permite que eles tenham discernimento claro em relação a vontade específica de Deus em um determinado momento. Quando o Senhor deseja se mover (e de que forma), etc.

A visão destes homens é fundamental na edificação da Igreja. Sem a visão espiritual do Senhor, os irmãos se perdem em muitas coisas e são facilmente enredados pelo diabo. Como foi dito: "Não havendo profecia, o povo perece; porém o que guarda a lei, esse é bem-aventurado" Provérbios 29:18.

Por possuir visão tão aguçada e privilegiada, estes irmãos conseguem discernir claramente o mundo espiritual. Guerras espirituais, para estes irmãos, é algo comum em suas vidas. Para eles o mundo visível nada mais é do que a manifestação das coisas invisível e vice versa. Visões gloriosas os revelam coisas as quais nem é lícito mencionar.

"[...] pois, nele, foram criadas todas as coisas, nos céus e sobre a terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos, sejam soberanias, quer principados, quer potestades. Tudo foi criado por meio dele e para ele" Colossenses 1:16.

 O objetivo prático da Palavra do Conhecimento 

 Executar a justiça de Deus

"Disse então Pedro: Ananias, por que encheu Satanás o teu coração, para que mentisses ao Espírito Santo, e retivesses parte do preço da herdade? Guardando-a não ficava para ti? E, vendida, não estava em teu poder? Por que formaste este desígnio em teu coração? Não mentiste aos homens, mas a Deus" Atos 5:1-4.

O objetivo prático da palavra do conhecimento sempre é definitivo naquilo que é proposto por Deus. O que eu quero dizer é que este é um dom que traz temor às pessoas, pois Deus revela coisas ocultas para trazer a sua justiça sobre todos os homens.

Veja que no exemplo acima Ananias mentiu aos apóstolos. Ele poderia ter entregado apenas uma parte do dinheiro, mas movido pelo diabo, mentiu. Pedro, cheio do Espírito, teve o conhecimento da situação e repreendeu Ananias que morreu na hora.

O diabo está sempre tentando macular a obra perfeita do Senhor. Infelizmente ele é bem sucedido na maioria das vezes. Entretanto para tantas quantos possuem o dom do conhecimento, estes tem o conhecimento dos intentos do diabo contra a Igreja do Senhor. Por isso Pedro se levantou para exortar Ananias, pois ele sabia que o pecado não é apenas um pecado, mas uma porta por onde o diabo pode atuar e macular toda a obra da edificação da Igreja.

É por este motivo que os profetas (aqueles que verdadeiramente são profetas) são sempre tão incisivos naquilo que dizem e fazem. Não pode existir meio termo (1 João 1:5). Veja a guerra de Elias contra os profetas de Baal no antigo testamente; veja João Batista, um homem que ainda não foi compreendido nem nos dias de hoje; veja Moisés, e tantos outros. Na obra de Deus não há espaço para o pecado ou para a atuação do diabo. O Senhor é santo, separado e não deseja que seus filhos o adorem no Egito. Para cumprir a vontade do Senhor, devemos adorar no deserto.

 Trazer a plenitude do Reino

"E bem sei que, indo ter convosco, chegarei com a plenitude da bênção do evangelho de Cristo" Romanos 15:29.

Por último, mas não menos importante, este dom tem o objetivo de trazer a plenitude do Reino de Cristo à Igreja do Senhor. Estes homens não descansam enquanto enxergarem injustiça ou imoralidade na Igreja. Eles não se encaixam nos sistemas religiosos; eles tem sede de mudança; eles tem visão plena da glória da Igreja e, por esse motivo, não conseguem se satisfazer com uma igreja fraca e sem o poder do Espírito Santo. Assim, seu objetivo de vida será sempre levar os irmãos a plenitude do Reino de Deus.

 Conclusão 

Este é um dom estratégico na vida da Igreja. Pois "não havendo profecia, o povo perece" Provérbios 29:18. Profecia, neste sentido, é o direcionamento do Senhor para o povo de Deus. Se não nos movemos de acordo com a vontade de Deus, certamente andaremos nas nossas vontades e faremos vários ídolos em lugar do Senhor.

Por isso eu oro a Deus que levante homens cheios do poder e de unção que tenham discernimento e clareza de todas as coisas em tudo revelados e direcionados pelo Espírito Santo de Deus.

Comentários