As bem aventuranças - Os limpos de coração (Mateus 5:8)

#Estudo #Esboço #Explicação #O que é #Comentário #Significado #Catequese #Sermão #Pregação #Mensagem #Palavra #Meditação #Devocional #Versículos #Bíblia #Evangelho #Evangélico #Evangélica #Cristão #Cristo #Jesus #Deus #Sermão da montanha #Sermão do monte #Bem aventuranças #Bem aventurados #Pureza #Puros de coração #Santidade

"Bem-aventurados os limpos de coração, porque verão a Deus" Mateus 5:8.

O versículo de hoje fala acerca dos limpos de coração. O termo limpos também pode ser traduzido por puros, que costuma ser mais usado. A pureza é uma das características mais marcantes de Deus e que melhor demonstra a natureza perfeita de Jeová. Esta característica está presente por toda a Bíblia nos mostrando a pureza de Deus e também como nós mesmos devemos ser puros, assim como ele é.

Existem traduções que trazem puro em vez de limpo, mas ambas estão corretas. Eu, pessoalmente, prefiro utilizar puro, porque ela transmite melhor a ideia e também porque o sentido expresso no novo testamento é o de pureza.

 O que é ser puro de coração? 

 O coração 

O primeiro ponto que devemos entender sobre a pureza é que ela está unicamente relacionada ao nosso coração. A pureza não é uma característica que pode ser vista pelas pessoas, pois ninguém pode sondar o coração do homem senão Deus. Esse ponto direcionará o nosso estudo, por isso devemos conferir bastante atenção a ele. É importante ressaltar alguns pontos para não nos atermos a uma leitura superficial desprovida da interpretação dos detalhes, por mais simples que possam parecer.

 A transparência 

"Há diante do trono um como que mar de vidro, semelhante ao cristal" Apocalipse 4:6.

A primeira pergunta que devemos fazer é se entendemos o que é ser puro. Para isso, podemos buscar o significado da palavra pureza. Segundo o dicionário, pureza é transparência, limpeza, nitidez ou mesmo virgindade. Essas definições nos mostram que a pureza é algo que não foi maculado e que é absolutamente perfeito em sua natureza. Algo que é puro não pode conter elementos que o contaminem ou que bloqueiam a luz, pois assim perderia sua essência.

A forma como a palavra demonstra essa pureza é a transparência. Sempre que a palavra demonstra que algo é transparente, ela está demonstrando a sua natureza pura. A transparência relaciona-se a algo é totalmente limpo, perfeito: ali não há nada contaminado ou que bloqueie a luz. A transparência também indica que Deus tem lugar completo naquele que é puro, pois Deus é luz e, sendo luz, pode transparecer como quiser naqueles que são puros sem nenhum bloqueio ou restrição.

 A pérola de grande valor 

"O reino dos céus é também semelhante a um que negocia e procura boas pérolas; e, tendo achado uma pérola de grande valor, vende tudo o que possui e a compra" Mateus 13:45-46.

A pureza também pode ser atribuída a alguém que permite que Deus atue em todas as partes da sua vida. Foi por isso que citei esta parábola de Mateus, em que Jesus compara o Reino à pessoa que vendeu todos os seus bens para comprar a pérola. Ests homem perdeu todas as coisas, mas alcançou seu bem maior, que é a pérola.

Igualmente, para sermos puros de coração, devemos permitir que Deus atue em cada parte do nosso coração. Sabe aquele quarto escuro onde guardamos os nossos medos, frustrações e pecados? Devemos pegar as chaves desse quarto e entregar a Deus para que a sua luz alcance a nossa vida completamente. 

A pureza é uma grandeza absoluta. Isto significa que não adianta dar a Deus 99,99% da sua vida. Se não entregar 100%, você ainda não é puro. Somente quando nos entregamos totalmente é que somos encontrados puros diante de Deus.

 Como devemos nos purificar? 

Para sermos puros, todas as áreas da nossa vida precisam estar conforme a vontade de Deus. O pecado precisa ser tratado, o fermento deve ser lançado fora, a nossa mente precisa ser purificada e toda a nossa vida deve ser entregue a Deus. Seremos como um mar de vidro, onde Deus poderá alcançar cada centímetro do nosso ser. Se ele nos pedir qualquer coisa, estaremos aptos e desejosos a servi-lo. Deus precisa de homens puros desta forma: estragados e loucos para o mundo, para que ele tenha liberdade de pedir o que quiser, que o faremos de bom grado.

 O novo Homem 

"Mas não foi assim que aprendestes a Cristo, se é que, de fato, o tendes ouvido e nele fostes instruídos, segundo é a verdade em Jesus, no sentido de que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe segundo as concupiscências do engano, e vos renoveis no espírito do vosso entendimento, e vos revistais do novo homem, criado segundo Deus, em justiça e retidão procedentes da verdade.

Por isso, deixando a mentira, fale cada um a verdade com o seu próximo, porque somos membros uns dos outros. Irai-vos e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira, nem deis lugar ao diabo. Aquele que furtava não furte mais; antes, trabalhe, fazendo com as próprias mãos o que é bom, para que tenha com que acudir ao necessitado. Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, e sim unicamente a que for boa para edificação, conforme a necessidade, e, assim, transmita graça aos que ouvem. E não entristeçais o Espírito de Deus, no qual fostes selados para o dia da redenção. Longe de vós, toda amargura, e cólera, e ira, e gritaria, e blasfêmias, e bem assim toda malícia. Antes, sede uns para com os outros benignos, compassivos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus, em Cristo, vos perdoou"
Efésios 4:20-32.

Uma das formas que temos para nos purificar é lançar fora o velho homem através da prática firme e constante da palavra de Deus. O texto acima resume bem como devemos lançar fora o velho homem e nos revestir do novo homem. Paulo cita nele várias características às quais devemos nos atentar para nos revestir desse novo homem. Primeiramente precisamos lançar fora todos os pecados da nossa vida. O nosso falar deve ser sadio e equilibrado e devemos sempre nos perdoar uns aos outros. Esta é a base para nos revestir do novo homem.

Tudo que é velho e pecaminoso deve ser lançado fora. O pecado é o primeiro ponto que devemos tratar se desejamos ser puros. Aquele que vive na prática do pecado está ainda muito distante de alcançar a pureza de coração. Este tipo de santificação deve ser alcançado através de três pontos centrais: meditação na Palavra, vida de oração e temor a Deus. A Bíblia nos ajuda nessa santificação do pecado, pois através dela temos o entendimento do pecado e da vida de santidade. Ela também é água que purifica as nossas vidas. A vida de oração é o combustível para a nossa vida. Sem uma vida de oração é impossível se santificar do pecado. O temor também é importante porque nos auxilia a fugir de todas as situações que podem concretizar um pecado.

Uma vez libertos do pecado, devemos amar e perdoar os nossos irmãos para que Deus também perdoe nossos pecados. O perdão é importante porque Deus nos perdoa à medida em que nós mesmos perdoamos os nossos irmãos. Isso significa que se não perdoamos nossos irmãos, Deus tampouco nos perdoará.

Também não devemos dar lugar ao diabo através do pecado ou de algo que lhe dê permissão para atuar em nossa vida. Peça a Deus que lhe revele tudo aquilo que ainda está dando permissão ao diabo para atuar em sua vida. Sejam as más companhias ou um namoro inadequado. Também existem coisas que podem dar permissão para o diabo agir. Eu me lembro de um dia orando no meu quarto quando tive a visão de uma sombra que pairava e se movia sobre o meu guarda-roupas; me levantei e acendi a luz  para ver o que tinha lá. Encontrei muitas coisas que pertenciam ao meu velho homem e entendi a sombra que tinha visto. Aquelas coisas deram permissão ao diabo para pairar no meu quarto. Peguei todas elas e queimei ou joguei fora. Eu nunca mais voltei a ter experiências como esta.

 Lançar fora todo fermento 

"E Jesus lhes disse: Vede e acautelai-vos do fermento dos fariseus e dos saduceus" 
Mateus 16:6.

O fermento é outro ponto que devemos nos livrar. Como já vimos neste blog (clique aqui para ler o devocional sobre a parábola do fermento), o fermento é entendido como tudo aquilo que é adicionado à realidade da Igreja para a macular, ainda que a ideia seja boa aos olhos humanos. O fermento vem para tornar o pão mais macio e fácil de ser comido. Igualmente, a religião que tipifica o fermento dos fariseus, alterava a palavra de Deus para que os homens pudessem comê-la mais facilmente.

Hoje em dia isso também acontece. Invetamos doutrinas e formas de nos reunir para ocultar as nossas próprias falhas. Se desejamos ser puros de coração, devemos abrir mão do fermento dos fariseus. Apenas será puro de coração aquele que se esquecer das coisas dos homens para que ouça a verdadeira voz do Pai das Luzes. A luz de Jeová deve ter liberdade em nossa vida para atuar conforme ele mesmo desejar. Se somos religiosos a nossa religião irá bloquear o agir poderoso e único de Deus em nossos vidas e assim permaneceremos maculados pelo engano.

Lançar fora esse fermento significa que iremos buscar a realidade que é revelada através da Palavra de Deus. Porém, apenas a revelação nos dirá se estamos sendo ou não religiosos. Por isso precisamos voltar o nosso coração a Deus em oração e colocar todas as coisas segundo o seu próprio julgamento. Desconsidere tudo que lhe é dito se esta verdade não é bíblica. Lembre-se de que todas as instruções que precisamos para viver a realidade da Igreja já nos foram deixadas na Palavra de Deus.

Lançar fora o fermento pode significar uma luta contra as pessoas próximas, que não entenderão algumas posições que tomamos. Tudo isso, porém, servirá para sermos puros e para que a glória de um Deus puro seja exaltada e exalada a nossa volta. Pequenas atitudes demonstram a nossa guerra contra tudo aquilo que não é Deus.

 A pérola de grande valor 

"O reino dos céus é também semelhante a um que negocia e procura boas pérolas; e, tendo achado uma pérola de grande valor, vende tudo o que possui e a compra" Mateus 13:45-46.

Outro ponto que devemos entender para sermos puros é entender a parábola da pérola de grande valor. Nesta parábola Jesus compara o reino dos céus a um homem que encontra uma pérola de grande valor e vendendo todos os seus bens compra esta pérola. É uma parábola bem simples, mas que nos mostra um princípio da pureza. Não é possível ser puro se não nos entregarmos 100% a Deus. Isso significa que se não abrimos mão de alguma coisa em nossas vidas não seremos puros. Todas as pedras devem ser lançadas fora assim como todo o pecado e religião.

Mas não é dessas coisas que a palavra está se referindo. Aqui a parábola está se referindo a tudo aquilo que causa a nossa subsistência. Ser puro de coração é entregar a Deus o nosso trabalho, estudos e todos os nossos bens. Para comprar esta pérola de grande valor temos que abrir mão de tudo que possuímos. Se retemos alguma coisa certamente não viveremos a pureza de Deus.

A história de Ananias e Safira é um grande exemplo neste sentido. Eles venderam suas propriedade para lançar o valor aos pés dos apóstolos, mas retiveram parte da venda para si. O resultado da sua mentira foi a morte. Igualmente, quando mentimos ao Espírito Santo retendo coisas mal resolvidas em nossas vidas, teremos apenas um destino certo: a morte. Talvez não seja a morte física, mas a morte espiritual e ministerial.

Tudo isto nos mostra que se desejamos viver uma vida pura e plena diante de Deus temos que nos entregar por completo para que Deus tenha lugar em todas as áreas da nossa vida. Todos os nossos bens devem estar à disposição de Deus bem como nosso emprego. Tudo deve servir para Ele e para a glória dele. Se ele nos pedir nossos bens, dinheiro ou emprego, não devemos reter parte do valor, mas entregar conforme ele solicita. Tudo isso, porém, deve vir da boca de Deus. Eu digo isso pois há no mundo muitos lobos roubadores que vem com nome de santidade, mas desejam apenas se fartar às custas dos irmãos. Me lembro de apenas uma vez em que Deus solicitou que eu ofertasse em uma denominação. De todas as outras vezes em que ofertei Deus pediu que as minhas ofertas fossem entregues a determinadas pessoas. Deus não precisa de intermediários para abençoar seus filhos. Talvez esse seja um bom parâmetro para seguir.

 Limpar as pedras do nosso coração 

Por fim, para sermos puros diante de Deus devemos limpar nossa vida de todas as pedras. Todos nós temos algumas áreas em nossa vida que não permitimos que o Senhor governe. Se você fizer este exercício agora mesmo verá que existe ainda alguma coisa que o Senhor está lhe pedindo e que você ainda não permitiu que ele governe. Pode ser alguma situação que precisamos abrir mão ou mesmo coisas específicas, relacionamentos ou quaisquer ídolos que possam tomar o lugar de primazia de Deus em nossas vidas.

Jesus certa vez pediu a um jovem rico seus bens para que ele tivesse um tesouro no céu. Este pedido pode parecer injusto, mas se considerarmos que este jovem rico ganharia o reino eterno, que é muito mais valioso do que os seus bens, será que valeria a pena entregar tudo o que ele possuía? Certamente que sim! Podemos viver durante anos negligenciando aquelas pequenas coisas que o Senhor nos pede. É por isso que muitos irmãos não conseguem prosseguir na vida com Deus. Precisamos perder a nossa vida para ganhar a vida de Deus. Se não há espaço em nossas vidas Deus não conseguirá nos encher com sua vida.

Todas as coisas que não permitem que a luz de Deus opere em nós trata-se de uma pedra que deve ser arrancada. Tudo que impede que a luz de Deus se mova em nossas vidas é uma impureza que deve ser lançada fora para que Deus tenha liberdade para agir em nossas vidas e através das nossas vidas.

 Eles verão a Deus 

"Quem subirá ao monte do SENHOR? Quem há de permanecer no seu santo lugar? O que é limpo de mãos e puro de coração, que não entrega a sua alma à falsidade, nem jura dolosamente" Salmos 24:3-5.

"Olhei, e eis o Cordeiro em pé sobre o monte Sião, e com ele cento e quarenta e quatro mil, tendo na fronte escrito o seu nome e o nome de seu Pai. Ouvi uma voz do céu como voz de muitas águas, como voz de grande trovão; também a voz que ouvi era como de harpistas quando tangem a sua harpa. Entoavam novo cântico diante do trono, diante dos quatro seres viventes e dos anciãos. E ninguém pôde aprender o cântico, senão os cento e quarenta e quatro mil que foram comprados da terra. São estes os que não se macularam com mulheres, porque são castos. São eles os seguidores do Cordeiro por onde quer que vá. São os que foram redimidos dentre os homens, primícias para Deus e para o Cordeiro; e não se achou mentira na sua boca; não têm mácula" Apocalipse 14:1-5.

A bem aventurança aos puros de coração é extremamente elevada! É dito que os puros de coração verão a Deus. Enquanto escrevia esta conclusão eu perguntei ao Senhor como os puros de coração veriam a Deus e ele me fez lembrar do Salmo 24 e do capítulo 14 de Apocalipse e assim me desvendou o segrego por trás desta bem aventurança.

O Salmo 24 resume muito bem essa bem aventurança guardada aos puros. Nele o salmista se pergunta: "Quem subirá ao monte de Jeová? Quem há de permanecer em seu santo lugar?" A bem aventurança guardada para os puros de coração é subir ao monte de Deus e ali permanecer. Seja em vida ou quando forem arrebatados estas pessoas subirão ao monte do Senhor. Alguns irmãos como Paulo e João tiverem esta experiência ainda em vida. Também outros irmãos não tiveram que esperar o fim deste mundo para presenciar tamanha glória. Porém tudo isto é um mimo que Deus concede quando somos puros. Mas a sua promessa não é apenas de subir ao monte do Senhor, a promessa é para subir ao monte do Senhor e de ali permanecer. Mas somente permaneceremos na sua santa morada quando Deus arrebatar suas primícias.

Apocalipse 14 trata especificamente deste momento glorioso quando os puros de coração estarão no monte de Deus. E a característica que foi dada a estes homens, imagine só, foi a pureza. A castidade relacionada as mulheres trata-se daqueles que não se relacionaram com a religião. Enquanto no fim do trecho ele resume: "não têm mácula".

 Conclusão 

Não devemos negligenciar a pureza. É uma das características que mais fala sobre a natureza de Deus e ainda da própria Igreja. Quando vemos a descrição da Nova Jerusalém vemos que a palavra "puro" ou "pureza" se repete incessantemente demonstrando que toda esta construção é pura e não possui impureza alguma. E nela mesmo também não entrará impuro e nem aquele que pratica a mentira.

Para vivenciarmos todas estas coisas e para estarmos presentes neste dia devemos nos purificar a cada momento. Quando já nos purificamos por muitos anos descobrimos que ainda precisamos nos purificar ainda mais. Se não do pecado da vaidade e do engano. Que o Senhor nos ensine este caminho de pureza.

Vem Espírito Santo e opera no meio do seu povo. Traz teu fogo que consome as nossas impurezas e recaia sobre nós contra toda religião e engano. Revela-te grande nestes dias Pai.

Comentários