A medida com que tiverdes medido (Marcos 4:24-25)

#Evangelho de Marcos #Candeia #Medida #Atentai #Ouvi #Explicação #Esboço #O que é #Meditação #Bíblia #Vos medirão #Marcos 4 #Candeia #Capítulo 4 #Estudo #Estudo de Marcos #Evangelho de Marcos #Livro de Marcos

"Então, lhes disse: Atentai no que ouvis. Com a medida com que tiverdes medido vos medirão também, e ainda se vos acrescentará. Pois ao que tem se lhe dará; e, ao que não tem, até o que tem lhe será tirado" Marcos 4:24-25.

 Introdução 

Logo após o texto da Parábola da Candeia, Jesus retrata sobre a medida e sobre o galardão. Este texto parece estar perdido entre duas parábolas (da candeia e da semente), mas veremos que não é este o caso.

 A parábola da Candeia 

Estes versículos 24 e 25 são como um complemento à Parábola da Candeia, sendo ainda parte deste texto. É por isso que ele diz: "Atentai no que ouvis", enfatizando as palavras ditas na parábola da Candeia e pedindo atenção ao discurso que ele estava fazendo naquele momento. É um texto interessante que merece muito nossa atenção.

Infelizmente o português empobreceu muito estes dois versículos. Quando lemos estas traduções este texto não faz o menor sentido se não lermos a parábola da candeia com algum entendimento. Devemos lembrar que a Parábola da Candeia fala da revelação do reino de Deus, que seria totalmente revelado no tempo dos apóstolos, a era da Igreja iniciando no dia de pentecostes. É sobre isto que Jesus está discorrendo nestes dois versículos complementares.

 A Medida 

"Com a medida com que tiverdes medido vos medirão também, e ainda se vos acrescentaráMarcos 4:24.

O original em grego nos revela melhor o sentido do versículo 24. Aqui o sentido desta medida está relacionado ao estudo das verdades espirituais e a aplicação da sabedoria divina. É como se Jesus estivesse falando algo como "Com esta mesma medida que vocês buscarem a sabedoria de Deus vocês serão medidos (a medida da sua busca) e ainda mais vocês receberão"

Muda muito o sentido quando entendemos desta forma. Jesus parece nos incitar a buscar a realidade do que ele estava falando, ainda que tudo isso estivesse sendo falado em oculto naquele momento (uma vez que tudo seria revelado em plenitude no tempo dos apóstolos).

"Pois ao que tem se lhe dará; e, ao que não tem, até o que tem lhe será tirado" Marcos 4:25.

O versículo 25 do texto é igualmente pobre na tradução para o português. Se lemos este versículo separadamente do contexto será difícil de entendermos seu sentido. Para entender devemos verificar o sentido no original e nos lembrar da Parábola da Candeia.

O sentido no original retrata alguém ensinável contrastando com alguém que não se importa com a verdade espiritual. Ficaria mais ou menos assim: "Pois quem tem [um coração ensinável], para ele mais [entendimento] será dado; e quem não tem [a fome da verdade], até o que tem lhe será tirado dele".

Basicamente o que Jesus está dizendo é que os fariseus precisavam ser humildes para aprenderem a palavra da verdade que ele estava pregando. Jesus conhecia o coração deles e sabia que eles eram completamente religiosos e que não o ouviam de bom grado. Ele também diz que os que tem um coração ensinável, ou seja os discípulos, mais entendimento eles receberiam. Enquanto os que não tem essa fome de aprender a verdade até o que tem lhes seria tirado. Ou seja, a verdade da Lei que os judeus tanto se agarravam seria aperfeiçoado e eles ficariam sem coisa alguma. Mesmo o templo em Jerusalém, que era a representação da antiga aliança, foi tirado deles no ano 70 d.C.

 Conclusão 

Veja o quão difícil é para nós entendermos estas coisas dois mil anos após elas serem ditas, e imagine os fariseus ouvindo Jesus dizer estas coisas. Certamente eles não entenderam nenhuma palavra sequer e o objetivo de Jesus foi alcançado. Quando se manifestou o reino de Deus através dos discípulos muitos judeus se renderam ao Senhor e compreenderam estas palavras. Sua conversão comprova que Jesus precisava falar por parábolas para não atrapalhar no seu objetivo que era morrer na cruz.

Vemos que estes dois versículos são uma chamado a uma busca pela verdade de Deus. O Senhor recompensa todos quanto o buscam e não devemos nos enfadar em um conhecimento prévio que possuímos. Devemos nos desfazer de todo conhecimento para que a verdade de Cristo reine em nós. Precisamos fugir da religião para não nos igualarmos aos judeus, o que na maioria das vezes é o caso. Se agimos assim, a verdade está longe de nós. Mas se temos um coração humilde e ensinável o Senhor nos agraciará com sabedoria e conhecimento. Este é um princípio ainda vivo. Que este exemplo nos ensine.

Comentários