O Iminente arrebatamento do Filho Varão


"Nasceu-lhe, pois, um filho varão, que há de reger todas as nações com cetro de ferro. E o seu filho foi arrebatado para Deus até ao seu trono" Apocalipse 12:5.

 Introdução 

Estou meditando e examinando as Sagradas Escrituras nestes dias. Também me dedico diariamente a compreender os sinais dos tempos, para ter subterfúgios mínimos para compreendermos, ao menos, a era em que vivemos.

Assim como Daniel observou as quatro bestas que subiram do mar, assim importa que nós conheçamos os impérios que estão hoje sobre a face da terra, a fim de compreender também o juízo do Altíssimo sobre toda carne. E não demora!

Se o Espírito permitir futuramente falaremos com mais riquezas de detalhes sobre o falso profeta, sobre o homem da iniquidade e sobre tudo que foi profetizado nos textos de Daniel e Apocalipse. Agora, entretanto, é necessário falar sobre o arrebatamento do Filho Varão. Acontecimento este, que será crucial para o plano do Altíssimo nestes últimos e derradeiros dias.

 O Filho Varão 

"Nasceu-lhe, pois, um filho varão, que há de reger todas as nações com cetro de ferro. E o seu filho foi arrebatado para Deus até ao seu trono" Apocalipse 12:5.

Talvez uma das grandes obras do inimigo na terra seja macular a compreensão destas coisas. Veja que no texto de Apocalipse 12 alguém foi arrebatado, porém não é a mulher, que representa a composição das Igrejas de todas as eras, mas o Filho Varão. Quem seria, então, este Filho Varão que foi arrebatado?

Apesar de muita discussão, podemos identificar que ele é a composição daqueles que são filhos maduros. São aqueles que edificaram a sua casa sobre a rocha, que seguem o Cordeiro por onde quer que vá. Eles serão arrebatados primeiro, a fim de trazer julgamento ao dragão, que será lançado na terra. Isto também comprova o que é dito em toda a escritura, como quando é dito: "Porque muitos são chamados, mas poucos, escolhidos" Mateus 22:14. E até no próprio capítulo de Apocalipse 12, quando é dito: "Eles, pois, o venceram por causa do sangue do Cordeiro e por causa da palavra do testemunho que deram e, mesmo em face da morte, não amaram a própria vida" Apocalipse 12:11. Devemos entender profundamente o que significam estas coisas!

No capitulo 12 de Mateus, Jesus nos conta a parábola das bodas. Nesta parábola nos é dito que os convidados não deram ouvidos ao convite para participar da festa, mas maltrataram os servos do rei, que irou-se e lhes queimou a cidade. Também enviou outros servos para buscar nas encruzilhadas tantos quantos eram dignos de participar desta festa. E assim, a festa se encheu com os convidados do rei.

Porém, o rei notou que havia um convidado que não trajava suas vestes nupciais. Vendo-o, o rei mandou lhe amarrar os pés e mãos e lançar nas trevas, onde haverá choro e ranger de dentes, "Porque muitos são chamados, mas poucos, escolhidos" Mateus 22:14.

Aqui fica claro que o rei exige dos seus convidados uma certa vestimenta. Uma veste nupcial. Esta parábola nada mais é do que a representação das bodas do Cordeiro, o Noivo, que vem depressa buscar a sua noiva, a Igreja.

Esta veste nupcial também é citada em Apocalipse, quando é dito: "Alegremo-nos, exultemos e demos-lhe a glória, porque são chegadas as bodas do Cordeiro, cuja esposa a si mesma já se ataviou, pois lhe foi dado vestir-se de linho finíssimo, resplandecente e puro. Porque o linho finíssimo são os atos de justiça dos santos" Apocalipse 19:7-8.

Assim, podemos dizer com certeza que o Filho Varão é a composição daqueles que teceram as suas vestes nupciais com atos de justiça. Que em verdade se santificaram sobremaneira, pois sem santidade ninguém verá a Deus (Hebreus 12:14). Também são as virgens prudentes, que encheram a sua vasilha de azeite e aguardaram a volta do noivo cheias de azeite. Também são aqueles que venceram o bom combate, combateram a carne, combateram satanás e são mais do que vencedores em Cristo Jesus (Romanos 8:37).

 O engano da apostasia deste século 

Como verificamos na meditação A chegada da apostasia e a manifestação do anticristo, estamos vivendo uma época final nesta terra, que é representada pela grande apostasia das congregações do Brasil e de todo mundo. Vivemos nos tempos em que Paulo nos advertiu: "Pois haverá tempo em que não suportarão a sã doutrina; pelo contrário, cercar-se-ão de mestres segundo as suas próprias cobiças, como que sentindo coceira nos ouvidos; e se recusarão a dar ouvidos à verdade, entregando-se às fábulas" 2 Timóteo 4:3-4.

Em nosso tempo as pessoas não tem interesse de ouvir a verdade das escrituras, a sã doutrina dos apóstolos do Cordeiro, mas preferem dar ouvidos às fábulas de demônios e toda imundícia da mentira, pela qual muitos deles serão arrastados diretamente para o inferno. Para ao lugar onde haverá choro e ranger de dentes, pois não teceram suas vestes em vida, certamente não estarão presentes no maior e mais santo casamento do universo, a saber: o Jesus, o Messias e a Igreja. Aleluia! Vem Senhor Jesus!

 Quando será o arrebatamento? 

É claro que o dia e a hora deste acontecimento maravilhoso é desconhecido. Nem mesmo o Filho sabe a hora (Mateus 24:36). Mas o que as Sagradas Escrituras nos dizem ou quais sinais ela nos apresenta para a chegada deste tempo? Veja a seguir:

 O sinal espiritual 

"Viu-se grande sinal no céu, a saber, uma mulher vestida do sol com a lua debaixo dos pés e uma coroa de doze estrelas na cabeça, que, achando-se grávida, grita com as dores de parto, sofrendo tormentos para dar à luz"
 Apocalipse 12:1-2.

O primeiro sinal para compreendermos que estamos às portas do arrebatamento do Filho Varão, é descrito no capítulo 12 de Apocalipse e em outras passagens semelhantes a ela. Aqui é dito que certa mulher está grávida e sofre tormentas para dar a luz. Devemos entender que o livro da Revelação de Jesus, não deve ser discutido, pois representa acontecimentos históricos que serão ou que já aconteceram. Devemos observar todas as coisas como fez Daniel e pedir discernimento ao Espírito para que nos esclareça.

No caso das dores de parto da mulher, isto representa os últimos e derradeiros dias, a consumação de todas as coisas. O livro de Mateus nos mostra algo semelhante que pode nos ajudar a compreender esta maravilha: "[...] porém tudo isto é o princípio das dores" Mateus 24:8. Neste texto Jesus estava respondendo seus discípulos acerca de duas coisas: a destruição do templo em Jerusalém (Mateus 24:1), que ocorreu próximo ao ano 70 d.C e sobre a consumação do século (Mateus 24:3). Talvez por isso muitos se confundam sobre o texto de Mateus 24. Caso tenha dúvidas, não deixe de ler o estudo Fim dos Tempos: O Princípio das Dores.

Fato é que as dores de parto da Igreja estão presentes desde a sua fundação. Porém todo este sofrimento culminará, por fim, no nascimento do Filho Varão. É conhecimento comum que uma mulher sente muitas dores de parto quanto mais se aproxima o nascimento do seu filho. Semelhantemente, ao se aproximar o nascimento do Filho Varão, a mulher sofrerá muito e é aqui que reside o sinal.

Como vimos anteriormente, vivemos o tempo da apostasia. Neste tempo a maioria do povo se regala nas suas festas de fraternidade e cada qual espuma as suas próprias sujidades, sem se preocupar com a santidade ou com qualquer outra coisa. Imagine você, meu irmão, que está neste momento lendo este texto e buscando do alto a compreensão de todas as coisas, como é difícil viver em santidade em meio a tantos enganadores. Como é difícil ver santidade em comunidades cheias de libertinagem, de pecados sexuais, de homens e mulheres entregues às suas próprias paixões e afastados do Espírito da promessa. Como é difícil viver em santidade nos nossos dias!

Veja que o sofrimento da mulher é gerar um remanescente fiel, vencedor e poderoso. Mas como ela poderá gerar tal filho se de quase todos o amor se esfriou? Como é possível gerar filhos que vencem o pecado, a carne e o diabo em meio a uma geração tão pecaminosa e libertina? Certamente todo aquele que desejar ser arrebatado deverá viver uma vida piedosa e vencedora. Uma vida perfeita, em meio a uma geração corrupta e que se afastou dos desígnios de Deus. Por isso ser vencedor nestes dias não é tarefa simples. E por isso, também, a mulher sofre muitas tormentas para dar a luz a este filho.

 O sinal político 

"Irmãos, relativamente aos tempos e às épocas, não há necessidade de que eu vos escreva; pois vós mesmos estais inteirados com precisão de que o Dia do Senhor vem como ladrão de noite. Quando andarem dizendo: Paz e segurança, eis que lhes sobrevirá repentina destruição, como vêm as dores de parto à que está para dar à luz; e de nenhum modo escaparão" 1 Tessalonicenses 5:1-3.

O segundo sinal tem um aspecto humano e político. Para compreender estas coisas é necessário compreender as nuances das políticas internacionais com profundidade, do contrário nada fará sentido. Neste sinal, o foco da nossa atenção deverá ser a paz e a segurança. É claro que durante a história recente do mundo houveram muitos acordos de paz, principalmente entre Israel e a Palestina. Porém, ultimamente tem-se visto uma tendência mundial de busca pela paz e pela estabilidade internacional e a segurança.

Um dos pontos críticos aqui é compreender que esta paz é relativa, principalmente, a Israel. Esta nação desde sua fundação após a segunda guerra mundial, se envolveu em muitas guerras contra Síria, Gaza e a Palestina. Também por isso todos os seus vizinhos desejam exterminá-la da face da terra. Porém, nas últimas semanas percebemos nos noticiários os esforços de alguns países para estabelecer a paz entre Israel e a Palestina. Nominadamente, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, apresentou um projeto arrojado para alcançar este objetivo. Veja que isso de nada seria importante, caso não estivéssemos já no tempo da apostasia. Agora é o momento exato para o aparecimento do anticristo. E isso significa que a paz entre as duas nações, poderá e deverá conduzir a uma resolução sobre o monte do templo e a consequente reconstrução do Templo em Jerusalém, um dos grandes sinais do tempo do fim. Para entender melhor estes sinais, leia o estudo Fim dos tempos: Os sinais do tempo do fim.

Porém, o anticristo não é Donald Trump e ele nem mesmo virá desta nação. Mesmo porque este acordo já foi totalmente rejeitado pela Palestina. Observe, porém, tudo que vier da Europa. É de lá, do antigo império romano, que sairá o homem da iniquidade.

Também é interessante citar que muitos judeus dizem estar próxima a vinda do seu messias. Este messias judeu é também o anticristo. Portanto, se os judeus apresentarem o seu messias, saiba que é exatamente este o homem da iniquidade. Outro ponto, é que este homem poupará os antigos reinos de Edom, Moabe e Amom, conforme feito por Antíoco Epífanes. E, pasme, estes territórios estão hoje onde é a atual Palestina. Observe os sinais, meu irmão. Tudo o que foi, será. Assim como foi descrito no capítulo 11 de Daniel. Quem tem ouvidos, ouça!

 O início da Última Semana 

"Ele fará firme aliança com muitos, por uma semana; na metade da semana, fará cessar o sacrifício e a oferta de manjares; sobre a asa das abominações virá o assolador, até que a destruição, que está determinada, se derrame sobre ele" Daniel 9:27.

Outro sinal do arrebatamento será a aliança do anticristo de sete anos que será também todo o período da grande tribulação. Como se lê no texto, ele fará aliança com muitos por sete anos. Lembre-se que aqui o foco sempre é Israel e seus vizinhos. Provavelmente a aliança será uma aliança de paz no Oriente Médio, algo que não será difícil de se notar, mesmo no Brasil.

Como vimos, não é possível determinar o momento exato do arrebatamento, então caso esta aliança seja estabelecida e o arrebatamento não aconteça, significa que não haverá mais muito tempo. Os primeiros três anos e meio devem ser de paz e estabilidade, conforme já vimos no estudo Fim dos tempos: Os sinais do tempo do fim. Esta aliança, entretanto, pode ser fruto de algum acontecimento ou de uma grande tensão na região, visto que uma aliança tão ampla e por esse tempo não é comum. Na verdade nem mesmo a paz é comum numa região que está em constante guerra e tensão, imagine um acordo de paz de sete anos!

 O abominável da desolação 

"Depois do tempo em que o sacrifício diário for tirado, e posta a abominação desoladora, haverá ainda mil duzentos e noventa dias" Daniel 12:11.
"A mulher, porém, fugiu para o deserto, onde lhe havia Deus preparado lugar para que nele a sustentem durante mil duzentos e sessenta dias" Apocalipse 12:6.

Em Apocalipse vemos que após o arrebatamento do Filho Varão, a mulher será levada ao deserto e ali será sustentada por 1260 dias (3 anos e meio). Logo podemos afirmar, com certeza, que o arrebatamento do filho varão será antes do meio da semana (grande tribulação). Talvez essa seja a única certeza que temos de quando isso há de acontecer.

Mas temos também um outro sinal que acontecerá um mês antes do meio da semana, o abominável da desolação. No texto de Daniel 12 nos é dito que, quando isso ocorrer, haverá ainda 1290 dias, ou seja, 1260 mais 30 dias. Estes acontecimentos também darão início ao último período da tribulação, quando a perseguição aos cristãos será intensificada e quando o governo do anticristo estiver totalmente estabelecido. Vejam que eu vos tenho predito todas estas coisas.

Não podemos afirmar com certeza que o arrebatamento será antes ou depois deste acontecimento (abominação desoladora), porém ele é crucial para nossa compreensão dos tempos durante a grande tribulação. Caso o arrebatamento não ocorra até o cumprimento desta palavra, certamente este será o maior sinal que o tempo é chegado, uma vez que haverá apenas um mês para que a mulher seja levada ao deserto. Vigiemos para este Dia não nos apanhe despercebidos!

 O arrebatamento é iminente! 

Vejam quantos sinais e quantas coisas há que indicam o iminente arrebatamento do Filho Varão. Saiba que não foi possível, apesar da riqueza de informações, citar detalhadamente todos os sinais que se apresentam diariamente para nós. E não somente um, mas todos estes sinais são a maior prova e a incontestável indicação de que se aproxima a redenção do remanescente fiel.

Independente do momento exato, sabemos que todas estas coisas estão às portas. Não como nos tempos dos apóstolos, mas como nos últimos e derradeiros dias. Tenho por mim que a qualquer momento o arrebatamento pode ocorrer. O tempo chegou! Não há mais espaço para o pecado ou para qualquer outra coisa! Revista-se de força e encha sua vasilha com o óleo do Espírito enquanto é tempo! Arrependa-te e volte-se ao Espírito. Lance fora todo o fermento velho, afim de ser massa nova e permanecer fiel naquele terrível Dia. Não se trata de se converter, trata-se de andar em perfeição, conforme tudo o que foi dito pelo nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.

Atavia-te mui amada, porque já a sua redenção é chegada! Vêm Senhor Jesus!

"O Espírito e a noiva dizem: Vem! Aquele que ouve, diga: Vem! Aquele que tem sede venha, e quem quiser receba de graça a água da vida" Apocalipse 22:17.

Postar um comentário

0 Comentários