Eu não aceito glória que vem dos homens (João 5:41)

#Evangelho de João #Estudo #Esboço #Explicação #Sermão #Mensagem #Pregação #Meditação #Devocional #O que é #Significado #Comentário #Bíblia #Devocional #Evangelho #João #Missão #Glória #Exaltação #Humilhação #Vaidade #Ministério

"Eu não aceito glória que vem dos homens" João 5:41.

Esta semana, meditando no capítulo 5 do evangelho de João, eu me deparei com este pequeno versículo e me assustei com a profunda realidade que Jesus transmitiu com estas poucas palavras.

O que me levou a considerar este texto é a forma como a cristandade contemporânea tem atuado. Vivemos em uma época onde a glória dos homens é o nosso grande propulsor. Vemos, por exemplo, os ídolos cristãos, que são uma cópia exata dos ídolos mundanos. Até a forma como se tornam conhecidos é a mesma: a música.

Mas este não é o único problema. Os irmãos não estão percebendo as lisonjas naturais que sofrem e que comentem uns aos outros. Massageamos mutuamente o nosso ego para não contrariar os interesses da maioria (como se isso fosse, de longe, a vontade de Deus).

Outro fator determinante é a palavra de Deus, que há muito tempo deixou de ser pregada com integridade. Não foram poucas vezes em que eu presenciei pregações vazias em si mesmas. Pregações, estas, sobre temas importantes que naturalmente trariam alguma problema à tona. Mas tudo isso é muito bem maquiado para que o 'bem' do todo seja preservado. É por isso que ouvimos tantas pregações no estilo autoajuda atualmente. É mais fácil levantar o moral de alguém do que demonstrar a realidade em que as pessoas vivem.

Não falamos verdade pois podemos perder a glória dos homens. Meu irmão, esta é a pior derrota que o diabo pode nos infligir. Isso porque quando nos preocupamos com a glória dos homens (mesmo que minimamemente), a vontade de Deus perde seu lugar em nossa vida e ministério. Conforme lemos neste texto, a realidade é exatamente outra. Jesus não aceita a glória dos homens, porque ele mesmo não fazia a sua própria vontade mas a vontade daquele que o enviou.

E veja que por isso ele foi rejeitado:

"Eu vim em nome de meu Pai, e não me recebeis; se outro vier em seu próprio nome, certamente, o recebereis" João 5:43.

Devemos verificar se estamos recebendo homens que vem em seu próprio nome. Hoje em dia muitos tem grandes nomes, grandes ministérios, grandes obras. Mas onde será que está a vontade de Deus? Não tenho medo de dizer que aqueles que procuram a sua glória estão distantes de compreender qual é a vontade de Deus. Se mesmo Jesus não buscava a glória dos homens como nós mesmos podemos aceitá-la?

Para encontrar a vontade de Deus, conforme lemos em Romanos 12, temos primeiro que nos sacrificar a Deus. Um sacrifício não tem escolha ou vontade; ele apenas acata a vontade do seu Senhor. Além disso não podemos nos conformar com este século, mas nos transformar pela renovação da nossa mente. Isso faremos quando percebermos o século que vivemos. Independente da atitude dos homens devemos nos atentar a vontade de Deus para que o seu Reino seja estabelecido. É, também, por isso, que Jesus não se importava com a glória dos homens. Sua preocupação era de estabelecer um Reino eterno.

Quando Jesus fazia algum sinal milagroso, por exemplo, ele pedia encarecidamente que ninguém o revelasse. Esse pedido de Jesus era exatamente para que a glória fosse unicamente de Deus. Mesmo Jesus, o Filho do Homem, deseja que a glória seja dada a Deus. Quanto mais nós que somos pecadores falhos e cheios de vaidade! Mas se buscamos a glória de homens a obra de Deus é maculada e perde o seu valor. É por isso que não percebemos mais o poder de Deus fluindo dos ministérios cristãos nem nas denominações (com raras exceções).

A ti somente, óh Deus, pertence a glória! Só o Senhor será exaltado naquele dia! Exalta o seu nome sobremaneira e faz cair todos aqueles que altaneiramente se levantam. E, certamente, cairão, porque o Senhor é quem diz. Porque "Os olhos altivos dos homens serão abatidos, e a sua altivez será humilhada; só o SENHOR será exaltado naquele dia" Isaías 2:11. E "A arrogância do homem será abatida, e a sua altivez será humilhada; só o SENHOR será exaltado naquele dia" Isaías 2:17.

Comentários