Por que seus discípulos não jejuam? (Marcos 2)

#Estudo #Esboço #Explicação #O que é #Significado #Sermão #Pregação #Bíblia #Meditação #Devocional #Evangelho #Capítulo 2 #Marcos 2 #Marcos capítulo 2 #Livro de Marcos #Estudo de Marcos #Evangelho de Marcos #Noiva #Noivo #Discípulos #Doze Discípulos #Jejum #Bodas do Cordeiro

"E Jesus disse-lhes: Podem porventura os filhos das bodas jejuar enquanto está com eles o esposo? Enquanto têm consigo o esposo, não podem jejuar" Marcos 2:19.

Leitura: Marcos 2:18-20

Vemos aqui que alguns dos discípulos de João e os fariseus jejuavam e, por isso, interrogaram Jesus sobre o porquê de seus discípulos não jejuarem. A explicação de Jesus trouxe o exemplo de um casamento. Neste casamento o Noivo é o Senhor Jesus, que estava presencialmente com eles naquele momento. A Noiva, que é a Igreja do Senhor, ainda não havia sido gerada pela morte e ressurreição de Jesus.

É muito interessante perceber essa figura usada pelo Senhor. Essa parábola foi usada e melhor explicada por Ele no capítulo 25 de Mateus, onde vemos a parábola das dez virgens. Essa parábola nos revela o plano final de Deus para a Igreja. No fim dos tempos haverá um casamento entre Jesus e os santos salvos e remidos pelo Senhor. E assim como em todo casamento, haverá uma festa, que é chamada nas escrituras de 'Bodas do Cordeiro'.

O que Jesus estava dizendo para os fariseus e os discípulos de João é que não era tempo de jejuar, pois Ele, o próprio Noivo, estava ali presentemente com eles. O tempo de jejuar seria vindo na era da graça após sua ascensão aos Céus. E uma vez que Ele retornar do alto será, mais uma vez, posto fim ao tempo dos jejuns, pois entraremos com Ele nas suas bodas.

O tempo de comer e beber com o Senhor, fisicamente, é passado. Hoje, enquanto estamos na era da graça, devemos jejuar e orar em todo tempo, pois é assim que teremos comunhão com o Espírito de Deus.

Muitos de nós negligenciamos o jejum e consequentemente as orações. O século nos suga ao máximo a ponto de estremecer nossos sentidos e razão para andarmos conforme os preceitos e desejos deste mundo. Não é bom que seja assim. Devemos possuir uma mente celeste, cheia da glória e do poder do Senhor Jesus. Neste sentido há uma forma de fortalecer nosso homem espiritual, que é o jejum.

Comentários