Graça e Paz (Apocalipse 1:4)

#Estudo #Esboço #Explicação #O que é #Significado #Comentário #Devocional #Meditação #Meditar #Mensagem #Pregação #Sermão #Viva #Esperança #Paz #Realidade #Vivificados #Reconciliação #Justificação #Graça #Paz #Deus #Apocalipse #Redenção

"João, às sete igrejas que se encontram na Ásia, graça e paz a vós outros, da parte daquele que é, que era e que há de vir" Apocalipse 1:4.

Em nossa mente caída e pecaminosa pensamos conhecer os fundamentos básicos das escrituras e consideramos, muitas vezes, certos jargões e dizeres cristãos de forma comuns sem compreender sua realidade viva e riquíssima. Deus, por sua vez, tem nos revelado, através da sua maravilhosa graça, a profunda realidade e vida reveladas através das santas escrituras para que andemos de modo digno da vocação a que temos sido chamados.

A respeito disso eu gostaria de compartilhar sobre a Graça e a Paz. O versículo de apocalipse nos demonstra uma realidade profunda. Nele percebemos que Graça e Paz não são da parte dos homens, mas João nos cumprimenta com Graça e Paz da parte de Deus. A palavra 'Paz', no original grego, também remete a esse significado de maneira de forma dúbia. Tanto existe a Paz dos homens sobre a terra, como também há uma outra paz dos homens em relação a Deus.

Diferente do que nossa cultura considera como sendo uma paz (terrena), tanto a graça quanto a paz rementem à relação de Deus com os homens. Deus nos concedeu a graça para que nós tenhamos paz com Ele e possamos, assim, ter comunhão com Jesus Cristo de maneira santa em nosso espírito.

Assim percebemos dois princípios:
- A graça, de Deus para os homens;
- A paz: dos homens para com Deus.

A graça foi-nos concedida de uma vez por todas através de Cristo e é um principio válido para todos os homens. É a obra de Deus, através de Jesus Cristo, que morreu por todos e se tornou o caminho para que nós homens nos achegássemos a Deus.

A paz, por sua vez, depende do homem voltar-se a Deus, em arrependimento, e buscá-Lo em seu espírito com fé a fim de ser justificado por Ele. Romanos nos mostra o papel da fé no tocante a essa paz: "Justificados, pois, mediante a fé, temos paz com Deus por meio de nosso Senhor Jesus Cristo; por intermédio de quem obtivemos igualmente acesso, pela fé, a esta graça na qual estamos firmes; e gloriamo-nos na esperança da glória de Deus" (Romanos 5:1-2).

Muitas vezes temos a graça de Deus (ou pensamos tê-la), mas não estamos em paz com Cristo, o que certamente é um problema. Ter paz com Deus vai muito além de ser um cristão comum. É uma vida de piedade e abnegação para que Deus seja tudo em nós. E se O buscarmos em nosso espírito com Fé em Jesus Cristo, seremos justificados. E uma vez justificados estaremos em paz com Deus.

O objetivo da graça é permitir que o homem tenha acesso a tal paz, pela fé, por meio da qual alcançamos não só a redenção dos nossos pecados através do sangue maravilhoso do nosso Senhor Jesus Cristo. Mas obteremos a justificação por meio da fé e assim seremos plenos em Deus, vivendo em paz e sintonia plena com o nosso Criador. 

Glória eterna ao nosso Senhor Jesus Cristo! Por meio de quem temos tamanha graça! Porque o Seu sangue nos tem lavado desde a fundação do mundo, e foi revelado a nós hoje para que vivamos em modo digno a qual Deus nos tem chamado desde o princípio de todas as coisas.

Comentários