Introdução ao evangelho de João

#Estudo #Esboço #Explicação #O que é #Comentário #Significado #Sermão #Pregação #Mensagem #Palavra #Meditação #Devocional #Versículos #Bíblia

Este é um texto de introdução ao estudo do evangelho de João. É interessante notar algumas peculiaridades deste evangelho para que ele seja melhor entendido. Pontos como a autoria, data, contexto e o objetivo do evangelho facilitam a nossa compreensão.

 O Autor  

Apesar de não haver um única citação acerca da autoria deste evangelho, fica claro que ele foi escrito pelo apóstolo João. Todas as citações a João neste evangelho foram suprimidas e não existe uma explicação lógica para este fato, a não ser que este evangelho fora escrito pelo próprio João e que ele o fez com o objetivo de não se destacar em sua escrita.

As histórias e descrições de locais e acontecimentos mostram que o autor é profundo conhecedor da região e que provavelmente é nascido na região da Palestina. Também vemos a citação de que o autor fora uma testemunha ocular de todos estes acontecimentos (João 21:24), mostrando que ele mesmo deve ter sido um dos apóstolos e provavelmente João. Os escritos históricos do inicio da história da Igreja apontam João como o autor incontestável deste evangelho.

 Data 

Os escritos antigos datam o livro perto do fim da vida João, provavelmente entre os anos 70 a 90 dC. Foi o último dos evangelhos e um dos últimos livros do novo testamento a serem escritos. Alguns dizem que este livro foi o último escrito de João e provavelmente escrito após o livro de Apocalipse, apesar de não haver meios de precisar a ordem dos escritos. 

 Características do evangelho 

"Na verdade, fez Jesus diante dos discípulos muitos outros sinais que não estão escritos neste livro" João 20:30.

A maior característica deste evangelho, e que determina a maior parte dele, são os sinais de Jesus. Nesse evangelho o autor não trata os milagres como milagres, mas como sinais. Tais sinais sempre apontam para algum objetivo maior ou significado específico com o qual Jesus desejava ensinar. Nesse evangelho nenhum sinal é dado ao acaso e eles também foram organizados de forma a constituir uma ordem lógica.

Apesar de não possuir muitas parábolas, as conversas de Jesus e os próprios sinais do livro são uma forma simples de instruir. O evangelho também trata de temas elevados como o amor, a vida, o pecado, a luz, a natureza de Deus como o Verbo e o Eu sou, dá bastante atenção aos temas relativos ao Espírito Santo, chamado também de Consolador. A vida espiritual do homem também está bem presente desde o inicio do livro quando é tratado sobre o vinho novo (cap 2), o novo nascimento (cap 3), a satisfação humano e a verdadeira adoração (cap 4).

 Objetivo 

"[...] para que creiais que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus, e para que, crendo, tenhais vida em seu nome" João 20:31.

O objetivo de João ao escrever este evangelho parece ser o de dar um novo enfoque à narrativa da vida de Jesus em um ângulo que ainda não havia sido desenvolvido. João concede uma visão claramente espiritual desde o inicio do evangelho, falando sobre temos como "nascer do espírito". Tudo isso demonstra que o objetivo de João era edificar os irmãos com uma narrativa de vida espiritual elevada, diferente dos evangelhos anteriores. Este objetivo fica claro no texto do capítulo 20 "para que tenhais vida em seu nome".

 Representação do Evangelho 

Em apocalipse vemos quatro animais que estão diante do trono de Deus e que o servem de dia e de noite em seu santuário. Estes são os mesmos animais descritos por Ezequiel e descritos também como as quatro rodas naquele livro. Simbolicamente estes animais representam os quatro evangelhos do Cordeiro, a descrição completa do salvador e Messias, Jesus Cristo.

"O primeiro ser vivente é semelhante a leão, o segundo, semelhante a novilho, o terceiro tem o rosto como de homem, e o quarto ser vivente é semelhante à águia quando está voandoApocalipse 4:7.

O evangelho de João representa o quarto animal, descrito como a águia quando está voando. O sentido desse texto é exatamente este: uma águia voando. A tipologia de Apocalipse, adicionada ao significado e apresentação do livro, nos mostram a forma como o evangelho se apresenta. João é tido como o evangelho que apresenta Jesus como Deus, o verbo que é desde o princípio de todas as coisas. A visão do evangelho é como a de uma águia que consegue observar as coisas de cima com uma visão privilegiada.

Comentários