Como Cristo executa a função de Rei?

#Estudo #Esboço #Explicação #O que é #Significado #Bíblia #Escritura #Jesus #Deus #Evangelho #Sermão #Meditação #Palavra #Devocional #Princípios #Revelação #Palavra #Bíblia #Espírito Santo #Espírito #Sacerdote #Jesus #Sacrifício #Reconciliação #Intercessor

O tema de hoje na sequência dos fundamentos cristãos é: Como Cristo executa a função de Rei? Hoje conheceremos um pouco mais sobre a realeza de Jesus, por que ele é o nosso Rei e como ele executa esta realiza para com a sua Igreja.

Jesus é o Rei que foi profetizado no antigo testamento e que haveria de vir, pois cumpriu todas as profecias acerca do Messias. Porém, como também foi profetizado pelo profeta Isaías no capítulo 53, ele foi rejeitado e desprezado pelos homens. Uma vez que os convidados não foram dignos, o Senhor permitiu que tantos quantos cressem no nome de Jesus fossem também feitos seus filhos e assim hoje nós também, que somos gentios na carne, servimos igualmente a este Rei. Glória a Deus!

 A submissão ao Rei 

"Disse o SENHOR ao meu senhor: Assenta-te à minha direita, até que eu ponha os teus inimigos debaixo dos teus pés" Salmo 110:1.

Um dos textos que melhor fala sobre a realeza de Cristo é o salmo 110. Nele vemos um diálogo entre o Senhor Jeová e Cristo. Aqui o Senhor chama Cristo a se assentar à sua destra até que seus inimigos sejam colocados aos seus pés. Este texto demonstra que Jesus, que é o Cristo que havia de vir ao mundo, é também o Rei que havia de vir e Ele mesmo está assentado em um alto e sublime trono acima de todo nome e de todo poder ou domínio. O seu trono não é desta terra, mas um trono que se encontra nas alturas, no monte santo do Senhor.

"Apresentar-se-á voluntariamente o teu povo, no dia do teu poder; com santos ornamentos, como o orvalho emergindo da aurora, serão os teus jovens" Salmo 110:3.

Também vemos neste texto o povo do nosso senhor. Eles são como o orvalho emergindo da aurora, apresentando-se voluntariamente. A nossa submissão está totalmente sujeita a este senhor celeste e talvez por isso os judeus não creram em Jesus, pois ele veio como um servo que se desfez de sua majestade. Os Judeus não esperavam um servo, eles esperavam um Rei poderoso e cheio de glória humana. O Senhor Deus, porém, nos enviou o maior de todos os Reis. Um Rei de Reis, que reinará sobre os Senhores nas alturas do céu e também embaixo na Terra. Ele veio como servo e os judeus, porém, o negaram sem compreender sua grandeza e ainda hoje aguardam a vinda do messias.

Quanto a nós a nossa submissão deve ser sempre espiritual, como espiritual é este trono de graça e poder muito acima de todo nome que se nomeia na terra, no alto do céu ou debaixo da terra.

 Nos governa e defende 

"E tu, Belém, terra de Judá, não és de modo algum a menor entre as principais de Judá; porque de ti sairá o Guia [governador] que há de apascentar a meu povo, Israel" Mateus 2:6.

O Senhor Jesus também é o Guia que nos direciona e governa. Esta palavra, entretanto, "Guia", foi mau traduzindo. O sentido no original grego é "governador", alguém que governa e lidera o povo e o conduz como um guia.

"Filhinhos meus, estas coisas vos escrevo para que não pequeis. Se, todavia, alguém pecar, temos Advogado junto ao Pai, Jesus Cristo, o Justo" 1 João 2:1.

Jesus também o nosso Advogado, que advoga por nós perante Deus. Ele nos defende e se coloca ao nosso favor em todos os momentos. Mesmo quando somos afligidos o Senhor olha por nós e se preocupa conosco. Quando Estêvão estava perante o Sinédrio dando o seu depoimento aos judeus, ele olhou ao alto e viu o céu aberto e Jesus à destra de Deus: "Mas Estêvão, cheio do Espírito Santo, fitou os olhos no céu e viu a glória de Deus e Jesus, que estava à sua direita, e disse: Eis que vejo os céus abertos e o Filho do Homem, em pé à destra de Deus" Atos 77:55-56.

Este texto se difere do texto de salmos, visto que Jesus está levantando. Entretanto, como vimos no texto de Salmos, Jesus foi chamado para se assentar no trono até que os seus inimigos sejam postos aos seus pés. Certamente Jesus se levantou para ver o que se passava com Estêvão. O amor de Jesus para com seus filhos é tamanho que Ele se desfaz da sua glória, da sua majestade e da sua grandiosidade para salvar alguns homens de pequena fé.

 Vence nossos inimigos 

"E, então, virá o fim, quando ele entregar o reino ao Deus e Pai, quando houver destruído todo principado, bem como toda potestade e poder. Porque convém que ele reine até que haja posto todos os inimigos debaixo dos pés. O último inimigo a ser destruído é a morte" 1 Coríntios 15:24-26.

O Senhor, no dia da sua ira, irá se levantar do seu trono de glória para julgar todo principado e potestade e todos os homens sobre a terra. E todo rei, todo príncipe, todo homem poderoso será por ele desonrado e destruído. "Ele julga entre as nações; enche-as de cadáveres; esmagará cabeças por toda a terra" Salmos 110:6.

Por fim, a morte, o último inimigo, será também lançada no lago de fogo juntamente com o o inferno. Glória a Deus. O Senhor Jesus é o nosso Rei que reina soberano. Vem Senhor! Traz a sua justiça por sobre toda terra! Derrama tua ira por sobre as nações, faz a tua vontade no meio dos homens!

Comentários