Não andeis ansiosos de coisa alguma (Filipenses 4:6)

#Comentário #Significado #Estudo #Esboço #Explicação #O que é #Meditação #Devocional #Meditar #Pregação #Sermão #Filipenses #Livro #Carta #Filipos #Epístola #Igreja #Bíblia #Porque #Oração #Suplica #Ansiedade #Ações de graças #Petições

"Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças" Filipenses 4:6.

Hoje vamos falar sobre um tema que todos enfrentamos todos os dias: a ansiedade, as preocupações e o estresse diário da vida contemporânea. O que tenho observado nestes últimos dias (primeiro na minha vida, mas também na dos meus irmãos) é que este século tenta, de todas as formas possíveis, nos atarefar e nos acumular com tantos afazeres quanto possível para nos tornar cada vez mais vazios e mortos em nós mesmos. Se pensarmos na Parábola do Semeador (clique aqui para ler), podemos considerar que estas dificuldade são os espinhos que crescem diariamente em nossas vidas e tratam de nos tornar infrutíferos na vida com Deus.

Conforme lemos neste texto a ordenação de Paulo, entretanto, é para não andarmos ansiosos por coisa alguma. Não se trata de uma confabulação teológica, mas uma ordenação que devemos seguir. Isto porque quando estamos ansiosos não conseguimos descansar em Deus; e se não descansamos em Deus, então tomamos todo tipo de decisão precipitada e fora da vontade do Senhor.

Para fugir destas coisas precisamos colocar em Deus a nossa ansiedade. Esta é, aliás, a instrução de Paulo. Ele nos incita a levar a Deus todas as nossas petições para que Deus seja sempre o centro em todas as coisas. Na nossa vida nós temos necessidade de várias coisas, mas é em Deus que estas necessidade devem ser colocadas. Isso não significa que alcançaremos todas elas como muitos irmãos pensam. Na verdade esta atitude de levar a Deus as nossas petições é para que Deus seja em tudo glorificado e engrandecido. Se Ele nos agracia ou não com as nossas súplicas, que importa? Ele continua supremo eternamente. Mas nós, como pequeninos que somos, devemos colocar diante dele todas as coisas.

É por isso também que devemos levar nossas petições com ações de graças. Independente se Deus vai ou não nos conceder isso ou aquilo Ele ainda merece o nosso louvor diariamente. Este é o nosso antidoto contra os espinhos que o diabo semeia na vida dos cristãos em nosso século. A oração e súplica para entronizar o trono de Deus em nossas vidas e assim não seremos mais infrutíferos ou mornos. Que o Senhor nos ensine todas as coisas.

Comentários