Todas as coisas cooperam (Romanos 8:28)

#Mateus 8 #Bíblia #Evangelho #Estudo #Estudo de Mateus #Todas as coisas cooperam #Para o bem daqueles que amam a Deus #Igreja #Revelação #Meditação #Explicação #Esboço #O que é #Sermão #Pregação

"Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito" Romanos 8:28.

Por muito tempo eu tive dúvida em relação a este texto, que de certa forma, é bastante abrangente. Da mesma forma, eu acredito que muitos irmãos também tem essa dúvida: será que tudo que fazemos coopera para o que Deus quer realizar em nossas vidas? Hoje falaremos desse texto em Romanos e veremos o que este versículo realmente quer nos ensinar com estas palavras.

Para entender este versículo temos que partir do pressuposto que, realmente, todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus. O texto não deixa nenhuma dúvida que tudo irá cooperar para o bem destas pessoas. E quando falamos tudo, é exatamente isso: tudo. Tudo significa que não importa o que acontecer, isso certamente irá cooperar para o bem destas pessoas. Se a pessoa cair no pecado, isso irá cooperar; se a pessoa se afastar dos caminhos do Senhor, também irá cooperar; se ela se entristecer ou se chatear por algum motivo, isso também irá cooperar. Enfim, tudo, realmente, irá cooperar para o bem destas pessoas.

"[...] porque, assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos, mais altos do que os vossos pensamentos" Isaías 55:9.

Quando falamos que tudo coopera para o bem daqueles que amam a Deus, talvez não consigamos entender a grandeza e a sublimidade da obra de Deus em nossas vidas, em detrimento da nossa vontade. O que nos explica um pouco dessa diferença é o texto acima de Isaías. Os pensamentos de Deus são mais altos que os nossos pensamentos, e o caminho Dele mais alto que os nossos caminhos. Ele sabe exatamente o que necessitamos, quando e como necessitamos. Pode acontecer de algum irmão se desviar dos caminhos do Senhor. Se isso acontece, então nossa mente humana logo pensa que tudo está perdido e que não há mais solução. Entretanto o plano de Deus é muito mais elevado que o nosso e certamente também isto está em suas mãos, pois até mesmo o pecado serve para a edificação do corpo de Cristo.

Mas nem tudo são rosas. Este texto nos coloca alguns pontos que são fundamentais para que esta palavra seja real em nossa vida. O primeiro porém que é citado nesta afirmação (que tudo coopera), trata do amor ao Senhor. Apenas se nós amamos o Senhor com todo o nosso coração, é que tudo irá cooperar para o nosso bem. Isso porque Deus sabe exatamente em quem pode ou não tocar. Se o amamos sabemos que não há altura, nem profundidade, nem fome, nem medos, ou mesmo a morte que há de nos separar do seu amor. Assim, independente do que vier contra, nós, tudo irá cooperar para o nosso bem.

Outro porém que vemos neste texto é que isto apenas será real, se somos "chamados segundo o seu propósito". As coisas irão cooperar para o nosso bem, apenas se somos chamados segundo o seu propósito. O problema é que hoje em dia muitos são chamados segundo o seu propósito e vontade próprias, ainda que estejam se reunindo na congregação. Se fazemos a nossa própria vontade, não estamos na vontade de Deus. Mas se somos filhos e temos uma experiência real e profunda com Deus, então não somos bastardos. O Senhor há de permitir todas as coisas, mas há de nos buscar até mesmo no inferno se for preciso. E tudo que nos acontecer irá, certamente, cooperar para o nosso bem.

Por fim o último ponto, mas também de fundamental importância, é entender o significado da palavra 'bem'. Tudo coopera para o nosso 'bem'. Mas o que isso quer dizer? Isso não significa que iremos ficar ricos e sem problemas. Essa palavra não objetiva as coisas deste mundo. Pelo contrário! O nosso bem é que nós sejamos feitos servos da justiça de Deus, conformando-nos com Cristo, em sua morte, para igualmente alcançar a ressurreição dos mortos no Grande Dia do Senhor. O objetivo do Cristão é apenas um: seguir o nosso Senhor por onde quer que vá. Se para cruz, então nosso destino é a cruz; se para o a glorificação eterna, então o seguiremos até ao terceiro céu. Se Ele descer às profundezas, lá estaremos ao seu lado; se Ele subir ao mais alto monte, também lá estaremos nós.

Comentários