Introdução ao estudo de Provérbios (Provérbios 1)

#Estudo #Explicação #Esboço #O que é #Significado #Comentário #Meditação #Devocional #Bíblia #Livro de Provérbios #Provérbios de Salomão #Capítulo 1 #Conhecimento #Provérbios #Provérbios bíblicos #Frases Provérbios #Sabedoria #Sabedoria de Deus #Coroa de bênçãos #Colar de honra

"Filho meu, ouve o ensino de teu pai e não deixes a instrução de tua mãe. Porque serão diadema de graça para a tua cabeça e colares, para o teu pescoço" Provérbios 1:8-9.

O autor e compilador do livro de Provérbios foi Salomão, filho do Rei Davi e seu sucessor ao trono. Homem mais sábio de todo o Israel, foi escolhido por Deus para construir o templo em Jerusalém. Seu reinado foi farto de riquezas, poder e reconhecimento como nenhum outro monarca de seu tempo (Eclesiastes 2:9).

O livro de Provérbios concentra afirmações curtas e incisivas que podem ser empregadas na comunicação de verdades espirituais, morais e comportamentais, influenciando positivamente as atitudes e o relacionamento das pessoas.

Sua leitura é agradável, pois fala de coisas comuns e cotidianas, de uma forma bem didática, mas, também, aborda conceitos profundos, transmitindo o conhecimento e a sabedoria de Deus.

Provérbios também aguça a reflexão de uma classe especial de pessoas: os jovens.

No antigo Israel, era comum os filhos serem instruídos dentro do círculo da família. A instrução visava ao desenvolvimento do caráter e o consequente sucesso na vida. Este programa de educação baseava-se em princípios, especialmente naqueles presentes em Provérbios.

Nele, vemos uma preocupação especial com os jovens, uma vez que somente eles têm alguma chance de se envolver com os tipos de excessos descritos em Provérbios. Daí o desejo do autor, o rei Salomão, em orientar o seu filho, escrevendo e compilando princípios que vieram a formar um dos livros mais práticos de todos os tempos.

Para o jovem que está na faculdade ou já ingressou no mercado de trabalho e se vê a todo o momento questionado em seus valores e pressionado pelos colegas pelo fato de assumir um comportamento cristão, Provérbios se assemelha a uma fonte a jorrar a sabedoria tão necessária para “o jovem guardar puro o seu caminho” (Salmos 119:9).

Não são conselhos impositivos nem tampouco superficiais, mas específicos, voltados para as áreas das nossas vidas em que somos desafiados a manter a pureza de Cristo. Temas como lascívia, preguiça, maldade, dinheiro fácil, doença, ansiedade e o tipo de vida destrutivo que a falta de limites produz são abordados de uma forma simples, mas direta. O autor ainda se utiliza de vários exemplos da natureza para explicar e ilustrar as ideias que quer transmitir.

Como um jovem cristão, creio não ter outro livro na Bíblia tão direto e prático para nos ajudar na tomada de decisões. Se você passar a ler diariamente o livro de Provérbios e praticar os seus ensinamentos, a sabedoria de Deus será como “uma coroa de bênçãos para a tua cabeça e colar de honra para o teu pescoço” (Provérbios 1:9).

Comentários