O Filho do Homem é senhor do sábado (Marcos 2)

#Estudo #Esboço #Explicação #O que é #Significado #Sermão #Pregação #Bíblia #Meditação #Devocional #Evangelho #Capítulo 2 #Marcos 2 #Marcos capítulo 2 #Livro de Marcos #Estudo de Marcos #Evangelho de Marcos #Sábado #Senhor do Sábado #Guardar o Sábado #Senhor #Sabático #Jesus #Sábado do Senhor

"E acrescentou: O sábado foi estabelecido por causa do homem, e não o homem por causa do sábado; de sorte que o Filho do Homem é senhor também do sábado" Marcos 2:27-28.

Leitura: Marcos 2:23-28

Nesta passagem os discípulos, juntamente com Jesus, vão para um milharal colher algumas espigas durante o sábado e são repreendidos pelos judeus, pois o sábado é o dia santo dos judeus e não pode haver nenhum tipo de trabalho. Isso era muito comum na época entre os menos abastados, pois as espigas que sobravam na colheita serviam de alimento para estas pessoas.

Os judeus, vendo o que os discípulos faziam, indagaram Jesus o por que eles não guardavam o sábado. Jesus aqui explica que, mesmo Davi, quando teve fome, entrou no templo de Deus e comeu os pães da proposição, algo que não era lícito fazer. A necessidade da fome foi o que moveu Davi a fazer o que fez, assim como Jesus.

Textos como esse levam a indagações se Jesus cumpriu ou não a Lei. A verdade é que os Judeus não guardavam a Lei verdadeira e não podiam nem mesmo entendê-la, pois estavam enfermos pelo pecado e pelo fermento da religião.

Assim, percebemos duas explicações para que Jesus tivesse liberdade para fazer e realizar todas as coisas que fazia no sábado:

 O sábado foi criado por causa do homem 

A explicação de Jesus para os judeus é simplesmente fantástica. O homem não criado por causa do sábado, mas sim o sábado por causa de Deus. Ou seja, a necessidade do homem é a maior do que o sábado. Assim como Davi não respeitou a 'regra' com os pães da proposição, que era devido aos sacerdotes, pela necessidade dele e dos que com ele estavam, assim também Jesus permitiu que se colhessem as espigas durante o sábado pela necessidade daqueles homens.

Devemos lembrar que os discípulos largavam tudo para seguir a Jesus. Eles seguiam Jesus e não trabalhavam. Não é vergonha dizer que provavelmente passavam por muita dificuldade para obter o alimento cotidiano. Assim não há vergonha, também, de se colher no sábado, pois a necessidade do homem é maior do que o sábado.

 Jesus é o nosso sábado

Por fim o texto diz que Jesus é o Senhor do sábado. No novo testamento, na nova aliança, não precisamos mais guardar o sábado, pois Jesus se tornou, espiritualmente, o nosso sábado. A palavra fala em Hebreus que "resta um repouso para o povo de Deus" Hebreus 4:9. Esse repouso reside em Cristo, que é o nosso descanso sabático, em quem podemos descansar das nossas obras.

Comentários