Estudo de Mateus - Genealogia: Filho de Davi (Mateus 1)


#Explicação #Estudo #Esboço #O que é #Significado #Comentário #Sermão #Pregação #Livro de Mateus #Estudo de Mateus #Nascimento #Jesus #Mateus 1:18-25 #Evangelho de Mateus #Capítulo 1 #Filho de Davi #Rei #Majestade #Raiz de Davi #Geração de Davi

Dividimos a mensagem da genealogia de Jesus em várias partes para organizar melhor as idéias e desenvolver um pouco mais cada segmento tratado na genealogia. Trataremos, em linhas globais, em três partes: de Abraão até ao rei Davi, de Davi ao cativeiro na Babilônia e do cativeiro até Jesus. Veja a primeira parte abaixo.

Leitura: Mateus 1:1-6; II Samuel 7:12-13; Lucas 1:32-33; I Reis 6:2; I Reis 10:23-24; Mateus 12:42.

“Livro da genealogia de Jesus Cristo, filho de Davi, filho de Abraão” Mateus 1:1.

O primeiro versículo da genealogia de Jesus em Mateus traz a seguinte afirmação: “Livro da genealogia de Jesus Cristo, filho de Davi, filho de Abraão” Mateus 1:1. A primeira menção que vemos de Jesus neste livro é que ele é filho de Davi. O verdadeiro filho de Davi, no entanto, foi Salomão. Então o que será que Mateus está tetando dizer aqui? Vimos na introdução ao estudo de Mateus, que este livro trata sobre o reinado de Jesus, Jesus como o Rei dos judeus. Neste sentido percebemos que Mateus está afirmando o direito de Jesus ao reinado de Israel como filho e, consequentemente, sucessor de Davi.

Outro ponto interessante é perceber que Salomão tipifica Jesus como o herdeiro do trono (II Samuel 7:12-13; Lucas 1:32-33). Fantástico perceber como Jesus e Salomão se confundem em obras e palavras. Esse texto de II Samuel mostra bem isso. Vejamos: "Quando teus dias se cumprirem e descansares com teus pais, então, farei levantar depois de ti o teu descendente, que procederá de ti, e estabelecerei o seu reino. Este edificará uma casa ao meu nome, e eu estabelecerei para sempre o trono do seu reino" II Samuel 7:12-13.

Essa promessa feita a Davi é tão interessante e intrigante que consegue dar um nó em nosso entendimento. De quem estaria falando a passagem? De Jesus? De Salomão? Creio que esta passagem, de fato, trata-se de uma promessa para Salomão. No entanto as coisas do velho testamento sempre direcionam para as realidades do novo. Portanto, não podemos desacreditar que essa era, de qualquer maneira, uma profecia acerca da obra de Jesus. Ou no mínimo que Salomão prefigurou a vinda do Messias ao mundo.

Isso é tão interessante que Salomão, como prefiguração de Cristo, fez principalmente duas grandes obras: ele edificou o templo do Senhor (I Reis 6:2); e ele falou palavras de sabedoria (I Reis 10:23-24; Mateus 12:42). E assim como Salomão veio também Jesus e edificou o templo do Senhor com sua morte e ressurreição (João 2:19). Além disso ele era a sabedoria e iluminou os nossos olhos com as palavras que foram ditas pela sua boca. Cumpriu-se assim, a prefiguração. O que antes era sombra se tornou realidade. Glória a Deus que cumpre todas as coisas.

Comentários