Bendito o Deus e Pai (Efésios 1:3)

#Lugares Celestiais #Jesus Cristo #Nosso Senhor #Bênçãos #Estudo #Efésios 3 #Estudo #Esboço #Explicação #O que é #Bíblia #Sermão #Pregação #Meditação #Devocional

"Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nos lugares celestiais em Cristo" Efésios 1:3.

Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo. Assim o apóstolo Paulo inicia sua carta aos Efésios. Louvando, engrandecendo, exaltando e bendizendo o Deus que reina sobre todas as coisas.

Nessa carta, Paulo, logo no versículo três, escreve palavras de louvor a Deus. Não porque seu ministério estava crescendo naquelas regiões, ou porque o seu nome (nome de Paulo) estava sendo conhecido por muitos outros povos. Não. Paulo neste momento contempla quão pequeno ele é, e também todos os que o rodeava. Paulo quer mostrar, logo no início de sua carta, o que é, de fato, o Evangelho. E o Evangelho sempre começa e termina com louvores à Deus.
Vejamos o que ele diz logo em seguida: “o qual nos abençoou”. Se Deus nos abençoou, quer dizer que não éramos abençoados. E no que consiste essa benção? É uma pergunta pertinente, não acha? Vejamos o que ele diz em seguida: com todas as bênçãos espirituais nos lugares celestiais em Cristo”. Aqui está a resposta. Deus nos abençoou com todas as bênçãos espirituais. Mas aí surge outra questão: no que consistem estas “bênçãos espirituais”?
Depois de ter lido as declarações que Paulo revelou a igreja de Éfeso, e que também são revelações para nós, podemos dizer: Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo”. Nós andávamos como ovelhas perdidas e distantes do nosso Deus, mas Ele se agradou de nós ao enviar seu filho Jesus. E Cristo nos leva a Deus, que agora é Pai e Senhor também de nossas vidas. Nisto consistem as bênçãos espirituais. Pois Deus fez com que assentássemos com Cristo nas regiões celestiais, para mostrar nos séculos vindouros, a sua grande e graça e benignidade em Cristo (Efésios 2:6-7).

E tudo isso por Cristo haver morrido por mim e por ti. Devemos ser gratos a todo tempo e louvá-Lo sempre. Paulo entendeu sua pequenez e exaltou o Senhor. Da mesma forma, nossa vida precisa ser um louvor a Deus em atitudes e no poder do Espírito Santo. Devemos nos entregar a Deus como Jesus, o Cordeiro mudo diante dos seus tosquiadores.


Comentários