Olhando firmemente (Hebreus 12:2)


#Estudo #Esboço #Explicação #O que é #Comentário #Significado #Sermão #Pregação #Mensagem #Palavra #Meditação #Devocional #Catequese #Versículos #Bíblia #Evangelho #Evangélico #Evangélica #Cristão #Cristo #Jesus #Deus #Carta #Epístola #Autor #Consumador da fé #Sermão #Pregação #Fé #Jesus #Olhando Firmemente #Permanecer em Cristo

"olhando firmemente para o Autor e Consumador da fé, Jesus" (Hebreus 12:2).

Hoje em dia a religião evangélica tem criado muitas mentiras, que são como veneno pernicioso, que corrói a vida de Deus na vida dos irmãos. Um dos motivos mais óbvios para isso é o fato de Jesus não ser mais alvo central da nossa busca. Se analisarmos friamente veremos que muitas outras coisas se tornaram o alvo do nosso caminhar cristão. Dentre elas: comunhão, doutrinas, conhecimento, louvor, ativismo, vaidades, porfias, invejas e toda sorte de concupiscências. 

Talvez você não entenda o por quê de eu ter misturado coisas 'boas' com coisas 'ruins', mas eu vou tentar explicar. O texto de Hebreus deixa claro que o alvo a quem devemos olhar firmemente é Jesus, o Autor e Consumador da nossa fé. É bonito e parece simples, mas não é. É muito fácil essa realidade se tornar uma filosofia vã em nossa vida. E quando digo filosofia eu quero dizer sobre alguma coisa que pregamos e entendemos, mas não vivemos. E é aqui que entram as coisas 'boas' e 'ruins'. Tudo que substitui a nossa atenção a Jesus se torna um ídolo em nossas vidas, não importa o que seja. Ainda que seja a leitura bíblica ou o louvor no templo, ele certamente se tornará um ídolo.

Como, então, saberemos o que fazer? O texto de Hebreus já nos indica que devemos olhar firmemente para Jesus. Isso significa que Jesus, Sua vida, comunhão e serviço, devem ser o alvo real e prático em nossas vidas diariamente. Não só através da oração, não só através do louvor, não só através da leitura da palavra, não só através do serviço a Deus, mas uma vida integra que busca sinceramente a comunhão com Jesus, em Espírito. É o Espírito Santo que testifica em nossos corações acerca de todas as coisas. Ele é o Espírito da Verdade que o mundo não conhece. Ele nos guiará as águas e as pastagens verdejantes. 

Jesus é o nosso alvo. Não como religião ou teoria, mas em comunhão direta com Ele pelo Espírito. "Para o conhecer, e o poder da sua ressurreição, e a comunhão dos seus sofrimentos, conformando-me com ele na sua morte" Filipenses 3:10. O objetivo de Paulo nunca foi ser grande entre os gentios, recém convertidos, a quem houvera pregado o evangelho. O alvo de Paulo era conhecer Jesus. Simplesmente isso. Conhecer Jesus, seus sofrimentos, sua morte. Conhecer o Autor e Consumador da nossa fé, do universo e de todas as coisas é o maior alvo que alguém pode galgar enquanto viver nessa terra pecaminosa. 

Muitas vezes não fazemos noção das maravilhas que Deus pode fazer através das nossas vidas quando nos entregamos a Ele inteiramente. Me lembro de um trecho do livro O mundo em Chamas, no capítulo 7, quando uma jovem, em meio às maravilhas que Deus estava realizando em seu país, bradou: “Óh, como serão os Céus se é tão maravilhoso aqui em baixo!”. Deus estava atuando milagrosamente de tal forma na vida daquelas pessoas que uma jovem adolescente não se conteve. O mover de Deus era tamanho e tão maravilhoso naquele lugar, que as pessoas não se continham e louvavam a Deus com brados. 

Mas como podemos fazer isso? Vejamos o que Paulo nos ensina sobre essas coisas: 

"Irmãos, quanto a mim, não julgo havê-lo alcançado; mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão, prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus" (Filipenses 3:13-14).

Devemos abrir mão de tudo aquilo que impede nossa busca incessante pelo Senhor. Devemos deixar as coisas velhas e prosseguir para o alvo, sabendo que no fim da nossa carreira alcançaremos o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus! E se aqui em baixo pode ser tão sublime, o que podemos dizer quando estivermos face a face com o Senhor?

Comentários