Pedra de tropeço (Mateus 16:22-23)

#Estudo de Mateus #Evangelho #Mateus #Pedra de tropeço #Brecha #Satanás #Pedra de tropeço #A vontade de Deus #Pedro #Humanismo #Coisas de Deus #Estudo #Esboço #Explicação #O que é #Bíblia #Sermão #Meditação #Devocional #Pregação


"E Pedro, chamando-o à parte, começou a reprová-lo, dizendo: Tem compaixão de ti, Senhor; isso de modo algum te acontecerá. Mas Jesus, voltando-se, disse a Pedro: Arreda, Satanás! Tu és para mim pedra de tropeço, porque não cogitas das coisas de Deus, e sim das dos homens" Mateus 16:22-23.

Esses versículos nos revelam uma realidade fundamental da vida cristã. Anteriormente nessa mesma passagem Pedro havia tido revelação sobre quem era o Senhor Jesus, e por esse motivo Jesus o chamou Pedro e disse que sobra aquela 'pedra' edificaria a Sua Igreja [Mateus 16:17-19]. Entretanto Jesus não quis dizer que a Igreja seria edificada sobre a pessoa de Pedro, mas sim sobre a revelação divina que fora concedida a ele. 

“Desde então começou Jesus a mostrar aos seus discípulos que convinha ir a Jerusalém, e padecer muitas coisas dos anciãos, e dos principais dos sacerdotes, e dos escribas, e ser morto, e ressuscitar ao terceiro dia.” Mateus 16:21.

O versículo 21 nos revela a vontade de Deus sobre Jesus naquele momento específico de sua vida. Jesus é o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo, mas para que ele fosse esse cordeiro era necessário a ele padecer e ser morto e ressuscitar ao terceiro dia. 

Pedro, entretanto, o repreendeu movido por sua opinião e vaidade. Mas na vontade de Deus não há espaço para vaidade nem para nada que é humano ou carnal. É importante entender que a Igreja de Cristo, santa e gloriosa é, apenas, o próprio mover de Deus em nós, que, cooperando juntamente com o Espírito Santo, somos edificados de fé em fé. Tudo que passa da obra de Deus, ainda que seja 'apenas' uma opinião humana é o agir de Satanás. Através das opiniões humanas o inimigo cega as pessoas para enxergarem qual é o verdadeiro agir de Deus e assim impedindo o seu crescimento espiritual genuíno. Essas opiniões humanas também são encontradas na parábola dos dois fundamentos de Mateus. Aquele homem que edificou a sua casa sobre a areia a edificou sobre as suas próprias opiniões, enquanto o homem que edificou a sua casa sobre a rocha a edificou sobre o próprio Senhor Jesus, que é o caminho, a verdade e a vida. 

É por isso que Jesus o repreende chegando a chamá-lo de Satanás, porque naquele momento Pedro havia dado espaço às suas opiniões em detrimento da revelação de Cristo, a Pedra angular. 

De igual modo nos últimos dias vários irmãos tem pecado dessa maneira. Movidos por várias paixões e opiniões humanas, muitos são usados pelo Diabo para destruir a obra de Deus. Nós, entretanto, devemos buscar o caminho do Senhor Jesus, que nos foi revelado no versículo 21: o padecer e o morrer para de alguma forma alcançar a ressurreição juntamente com Ele. 

Que Deus nos livre de opinar sobre as coisas santas e dessa forma obstruir o agir de Deus. Que o Senhor Jesus nos conduza em todas as coisas.

Comentários