Os nomes de Deus - Elohim (Gênesis 1:1)

#Estudo #Esboço #Explicação #O que é #Quem é #Comentário #Significado #Sermão #Pregação #Mensagem #Palavra #Meditação #Devocional #Versículos #Bíblia #Evangélico #Evangélica #Cristão #Deus #El #Eloim #Deus #Jeová #Trindade #Jesus #Espírito Santo #Hebraico #Hebreo #Hebreu #Gênesis #El Elohim #Elohim Elohim #Deus Elohim #Deus Pai #Deus Filho #Deus Espírito #Espírito Santo #Conslador #Criação

"No princípio, criou Deus os céus e a terra" Gênesis 1:1.

 Introdução 

Na primeira parte deste estudo nós aprendemos que Deus possui um nome e que seu nome é Jeová (clique aqui para ler). No estudo de hoje veremos que a primeira menção de Deus no antigo testamento chamou a Deus de Elohim, um nome hebraico para designar Deus.

É muito interessante percebermos o significado e profundidade deste nome, que é usado recorrentemente ao longo da torá, os primeiros cinco livros do antigo testamento.

 Significado 

Basicamente a palavra Elohim, no hebraico, significa Deus. Porém devemos notar que o significado da palavra no hebreu é uma palavra no plural. A tradução para o português trás uma pessoa no singular, mas o sentido no hebraico desta palavra é um plural, como várias pessoas em uma só. É muito interessante perceber este ponto, pois apesar da palavra tratar-se de um plural, no texto hebraico ela é seguida por palavas no singular.

É como se o escritor estivesse dizendo algo como: "No princípio, 'Eles' criou os céus e a terra". Inicialmente podemos considerar que este é um erro simples de concordância ou que talvez o hebraico tenho se enganado, porém não parece ser este o caso. A palavra Elohim, sendo o plural que é, é novamente encontrada cerca de 2500 vezes apenas no pentateuco.

 Elohim, o Deus plural 

"Também disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança [...]" Gênesis 1:26.

Talvez uma das maiores comprovações da pluralidade de Deus seja o versículo 26 do primeiro capítulo de Gênesis. Neste texto encontramos (mesmo no português) a palavra "façamos" quando Deus finalmente se decide a fazer o homem. Esta palavra demonstra claramente que aqui Deus não é uma única pessoa no singular, mas a pluralidade em uma única essência.

Se meditamos e consideramos estas coisas notamos que essa realidade de Deus, que comumente conhece como Trindade, estava junta desde o princípio de todas as coisas. Não conseguimos ter um claro entendimento do que é uma Trindade, pois vivemos em uma realidade singular. Pensar que em uma mesma essência residem três pessoas simplesmente não cabe no nosso entendimento, mas é assim que Deus se revela nestes textos. Um Deus plural.

 A Trindade revelada no Novo Testamento 

"E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, a fim de que esteja para sempre convosco, o Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê, nem o conhece; vós o conheceis, porque ele habita convosco e estará em vós. Não vos deixarei órfãos, voltarei para vós outros" João 14:16-18.

Mas como entender esse Deus plural? A resposta está no Novo Tetamento no evangelho de João. No texto Jesus está falando sobre o Consolador que viria após a sua morte e ressurreição. É muito interessante que neste texto percebemos três pessoas distintas: Deus Filho, Deus Pai e Deus Espírito. Podemos assumir que o Consolador também é Deus, pois Jesus mesmo se iguala a ele dizendo que ele (Jesus) mesmo voltaria e não os deixaria órfãos. Se lemos este texto sem entendimento podemos achar que Jesus se equivocou com estas palavras. Primeiro ele disse que Deus enviaria o Consolador, mas depois ele diz que ele próprio voltaria (vs 18).

Este texto demonstra a realidade revelada de Elohim: a Trindade de Deus. Elohim é Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito. E ainda que sejam três pessoas distintas eles são Deus, eles são Elohim. O Deus excelso e criador de todas as coisas que a tudo criou conforme o conselho da sua vontade.

E assim nós mesmos podemos caminhar em novidade de vida. Porque através de Jesus Cristo, o filho do Deus vivo, nós fomos reconciliados para viver uma nova vida. E vivendo essa nova vida fomos apresentados a Deus Espírito o Consolador que Jesus nos prometeu, que de tudo nos ensina e guia todos os nossos passos nesta terra. Para que em Cristo e através do poder do Espírito Santo nós possamos servir ao Deus Vivo, que habita em luz inaccessível. Glórias ao Deus Elohim grande e eterno e que vive pelos séculos dos séculos. Amém!

 Conclusão 

A revelação do significado do nome Elohim é grandiosa. Confesso que me surpreendi enquanto escrevia este texto. Se entendermos este nome entenderemos um pouco mais sobre quem é o Deus que servimos. O Cristo, o Consolador e o Pai Celeste. Todos em um só.

Pensamento ainda mais profundo é considerar que somos parte da Igreja, a Videira verdadeira que é a expansão de Cristo, o Filho de Deus. E uma vez ligados à Videira, também estamos ligados a Deus e ao Espírito Santo. Por isso também devemos ser santos, pois Deus é santo. Deus deseja se casar com sua noiva e sabemos que o casamento simboliza uma união completa. Deus deseja se unir ao homem para transformá-lo em completo! Louvado sejo o Senhor que é benigno e não considera o nosso pecado para fazer de nós mesmos os seus filho através de Cristo Jesus. 

Comentários