Os nomes de Deus - Jeová (Êxodo 3)

#Estudo #Esboço #Explicação #O que é #Quem é #Comentário #Significado #Sermão #Pregação #Mensagem #Palavra #Meditação #Devocional #Versículos #Bíblia #Evangélico #Evangélica #Cristão #Deus tem um nome? #Nome de Deus #Quem é Javé #Quem é Jeová #Deus #Jehovah #Jeová #Javé #Deus de Israel #Quem é Deus #Deus forte #YHWH #Tetragrama #Êxodo 3 #Isaías 42 #Hebraico #Hebreo #Hebreu

"Disse Moisés a Deus: Eis que, quando eu vier aos filhos de Israel e lhes disser: O Deus de vossos pais me enviou a vós outros; e eles me perguntarem: Qual é o seu nome? Que lhes direi?

Disse Deus a Moisés: EU SOU O QUE SOU. Disse mais: Assim dirás aos filhos de Israel: EU SOU me enviou a vós outros.

Disse Deus ainda mais a Moisés: Assim dirás aos filhos de Israel: O SENHOR [Jeová], o Deus de vossos pais, o Deus de Abraão, o Deus de Isaque e o Deus de Jacó, me enviou a vós outros; este é o meu nome eternamente, e assim serei lembrado de geração em geração"
 Êxodo 3:13-15.

 Introdução 

O novo testamento se refere a Deus como Deus, esse nome que conhecemos. Porém vemos no antigo testamento uma infinidade de nomes relacionados a Deus. Isso acontece pois no hebraico, a língua original que foi escrito, o nome era algo que representava exatamente quem era aquela pessoa em sua essência. Os vários nomes de Deus, neste sentido, apontam para a essência do que Deus é, foi e será: a eternidade e completude de um ser que não cabe em nossa vã compreensão.

 O Deus Jeová 

O primeiro nome que trataremos neste estudo é o tetragrama (יהוה), que no português pode ser encontrado como Jeová ou Javé. Se Deus possui um nome pessoal que o identifica, certamente este nome é Jeová. O texto de Isaías expressa exatamente isto. Vejamos: "Eu sou o SENHOR [Jeová], este é o meu nome; a minha glória, pois, não a darei a outrem, nem a minha honra, às imagens de escultura" Isaías 42:8.

Apesar da tradução nesse versículo trazer SENHOR, a palavra original no hebraico é Jeová. Vemos também que Deus não esconde que esse é exatamente o seu nome. Ninguém se chama senhor, pois senhor é apenas um pronome de tratamento. O verdadeiro nome de Deus é Jeová.

Vemos esse nome diversas vezes na Palavra de Deus. Quando, por exemplo, Moisés indaga a Deus sobre como deveria chamá-lo na terra do Egito e ainda quando lhe perguntassem quem o havia enviado. Deus respondeu "Jeová" e ainda acrescentou: este é o meu nome eternamente.

"Disse Deus ainda mais a Moisés: Assim dirás aos filhos de Israel: O SENHOR [Jeová], o Deus de vossos pais, o Deus de Abraão, o Deus de Isaque e o Deus de Jacó, me enviou a vós outros; este é o meu nome eternamente, e assim serei lembrado de geração em geração" Êxodo 3:15.

Infelizmente o sentido se perde na tradução, mas é bom conhecer qual é o verdadeiro nome do Deus que servimos; Jeová: o Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó; aquele que tem um nome que resume tudo em si mesmo, muito além do tempo, do espaço e da pequenez do homem.

 Significado deste nome 

É claro que existem diversos entendimentos sobre o nome Jeová. Entretanto tentaremos extrair a essência do nome (se é que é possível compreender sua essência integralmente).

O significado desse nome remete a uma existência através do tempo (passado, presente e futuro). Representa a existência dentro, através e além do fundamento daquilo que conhecemos acerca do tempo e da esfera física que vemos e vivemos. É como se esse nome estivesse dentro, através e além de tudo aquilo que entendemos, vemos e sentimos com nossos poucos sentidos humanos. Como se o nome dissesse que Deus vai muito além do universo e do mundo dos homens. É um nome que transcende todo nosso conhecimento. Um nome que representa a eternidade e a grandeza de Deus, que vai além do tempo e do espaço, que nos faz perceber quão pequenos nós somos se comparados a Deus.

Não há outro deus que tenha um nome com um significado tão exuberante como o Senhor. O nome Jeová é tão poderoso que existem certas seitas na tradição judaica que se recusam a dizê-lo em voz alta, tamanho o temor que possuem por causa do seu significado. Em vez de dizerem Jeová, eles usam a palavra Adonai, que significa Senhor.

 Conclusão 

É maravilhoso conhecer a profundidade daquilo que é Jeová, o nosso Deus. Conhecer esse nome tão poderoso nos ajuda a compreender a quem servimos: aquele que não está preso no tempo ou no espaço ou no que nossos olhos veem. Clamar a Deus chamado-o pelo nome demonstra a intimidade que podemos ter com o nosso Senhor. É a ele quem servimos, o Senhor Jeová, o Deus dos patriarcas que se revelou a Moisés e aos profetas do passado, que sustenta todas as coisas pelo poder da sua santa palavra. A Jeová, o Deus dos patriarcas, seja a glória hoje, ontem e eternamente. Amém.

Comentários